Ourém | ACISO diz que é urgente encontrar medidas adicionais para apoiar empresas

Num quadro atual descrito como “crítico”, a presidente da direção da ACISO – Associação Empresarial de Ourém-Fátima, Purificação Reis, apela a um maior apoio aos empresários. Neste sentido, afirma que a ACISO “continuará a fazer tudo o que estiver ao seu alcance na reivindicação de medidas de apoio às empresas e aos empresários, para que seja possível fazer esta travessia com o mínimo de impacto possível, tanto a nível económico, como social”.

PUB

“Os empresários enfrentam agora um desafio nunca antes sentido. Chamados a tomar decisões, dia a dia, minuto a minuto, num enquadramento de total incerteza, repleto de fatores externos incontroláveis, necessitam, como nunca, de reforçados apoios”, refere a responsável, numa mensagem na página online da ACISO.

Purificação Reis constata as dificuldades e preocupações por que passam os empresários, devido à pandemia de Covid-19. “Não há planeamento que, mesmo em cenário pessimista, tenha contemplado a situação que agora vivemos. As empresas, base de funcionamento de toda a economia, veem-se confrontadas com múltiplos compromissos e com total ausência de atividade e de rendimentos. As preocupações com os trabalhadores e com as famílias que deles dependem são muitas e as respostas insuficientes”, afirma.

PUB

Para a responsável, “é fundamental que sejam lançadas medidas adicionais quer ao nível da comissão europeia, governo ou mesmo autarquia”. “Todos temos a consciência do impacto social do encerramento de empresas, tornando-se assim imperativa a concentração de esforços coletivos para que tal não aconteça”, sublinha.

Enquanto associação empresarial, “a ACISO continuará a dar o seu melhor para responder às várias questões dos associados, apoiando as empresas neste momento difícil”.

“Continuará também a fazer tudo o que estiver ao seu alcance na reivindicação de medidas de apoio às empresas e aos empresários, para que seja possível fazer esta travessia com o mínimo de impacto possível, tanto a nível económico, como social. Continuará a dar o seu melhor, através de uma equipa dedicada e empenhada a trabalhar permanentemente para as empresas e pelas empresas”, termina.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).