Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Os antigos Paços do Concelho da Sertã”, por Sartagografia

É um edifício muito presente na memória colectiva dos habitantes da Sertã. Os antigos Paços do Concelho desapareceram na madrugada do dia 4 de Fevereiro de 1917, na sequência de um violento incêndio.

- Publicidade -

Construídos em 1878, sob as fundações de um imóvel que já antes tivera as mesmas funções, os Paços do Concelho eram um dos motivos de orgulho da população e o coração administrativo da vila. No rés-do-chão estavam instaladas as prisões e a casa do carcereiro, no primeiro andar o tribunal judicial (lado Norte) e diversos gabinetes (lado Sul), enquanto no segundo andar funcionavam as repartições de finanças e dos impostos, a Casa da Câmara e a repartição escolar.

A fotografia que reproduzimos acima foi tirada no dia 14 de Julho de 1913, enquanto decorria a cerimónia de assentamento da soleira da porta principal do edifício do Grémio Certaginense (não visível na imagem). O imóvel que albergava os Paços do Concelho da Sertã foi devorado pelas chamas na madrugada do dia 4 de Fevereiro de 1917.

- Publicidade -

Na origem do incêndio esteve a fuga de dois presos (João Farinha e Francisco Coelho), que untaram o tecto da prisão com petróleo e lançaram-lhe o fogo. O plano correu mal e todo o edifício ficou reduzido a cinzas.

Após esta tragédia, foi construído um novo edifício na zona alta da vila da Sertã, com planta do conhecido arquitecto Cassiano Branco e inaugurado em 1934.

No local onde funcionaram os Paços do Concelho instalou-se um frondoso jardim, servido por um imponente miradouro, baptizado com o nome de Artur Caldeira Ribeiro (principal financiador da obra). No mesmo local, em 1936, foi reconstruído o antigo pelourinho da vila sertaginense.

 

Para mais informações, visite www.sartagografia.pt

 

 

Sartagografia é um projeto independente que pretende recolher, tratar, preservar e divulgar a cultura do concelho da Sertã. O projeto segue uma linha etnográfica e abarca diversas realidades. A palavra Sartagografia é estilisticamente um neologismo, inspirado na expressão Olisipografia, e significa qualquer coisa como "o estudo, ou conjunto dos estudos, relacionados com a Sertã".

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here