Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“O Cerro, de novo”, por Paulo Jorge de Sousa

Passei por lá hoje, uns meses depois de ter fotografado José Gonçalves e a sua esposa Ilda, o Augusto, a Maria do Carmo, e as irmãs Hermínia e Carmina.

- Publicidade -

Tinha-lhes prometido voltar para lhes dar uma fotografia.

Encontrei José Gonçalves e Ilda logo que entrei na aldeia. Ficaram muito contentes e admirados com as coisas de agora, a fotografia estava tão boa… como foi possível fazer assim uma fotografia tão nítida e grande? perguntava José… Já Ilda dizia que alguem lhe tinha dito que estavam na internet, que já tinha sido vista.

- Publicidade -

Lá mais em cima encontrei, em amena cavaqueira, a Maria do Carmo, a Hermínia e a sua irmã Carmina.

Mas como você me foi apanhar a rir se eu não me rio muito, perguntava admirada a Maria do Carmo, enquanto Hermínia e a irmã olhavam sorridentes para as fotografias.

Você apanhou-me com um chapéu enorme mas a fotografia está muito engraçada, acrescentava a Hermínia.

Prometi lá voltar um dia destes.

(Na foto, Hermínia, Maria do Carmo e Carmina)

Ver também http://www.mediotejo.net/cerro-do-outeiro-2/

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome