PUB

“O apoio à arte está a chegar?”, por Massimo Esposito

Uma luz para o futuro dos artista e animadores culturais? Uma esperança para quem tanto espera, trabalha e se esforça para divulgar a própria arte? Parece que sim. Li, e sei, que está a chegar um bom apoio económico para apoiar ideias, projetos e atividades a nível cultural e que as câmaras e instituições DEVEM INVESTIR SÓ NA CULTURA.

Isto seria ótimo para dinamizar as nossas paupérrimas terras do Médio Tejo que esperam esta “água” fertilizante para que, seja atores como espetadores, possam ter a justa possibilidade de ter música, arte plástica, teatro, graffiti e…. muito mais, como as grandes cidades têm, mas sobretudo o importante é que sejam os artistas locais a serem interpelados e que possam mostrar o seu valor em colaboração com o/os cliente/s.

Há muito a fazer, construir, mas deve ser sempre de baixo para cima. Se devem criar modelos de base onde se possa evidenciar o que há na terra e depois de sensibilizar-se em que o que o publico ama e carece. Podes e deves abrir espaços abertos a artistas e público para discutir as propostas e os anseios dos demais.

PUB

Não podemos negar que no Médio Tejo há muitos bons artistas e belos espaços onde curtir e trabalhar, há benefícios vários e de boa qualidade para que possamos mostrar obra feita.

Porque esperar? Porquê protelar? Os autarcas querem ajuda? Podem ouvir o que temos a oferecer?

Queremos começar? Eu, como muitos outros, estamos prontos e todos terão mais para dar e receber.

Obrigado!

 

PUB
Massimo Esposito
Pintor Italiano, licenciado em Arte e com bacharelato em Artes Gráficas em Urbino (Itália), vive em Portugal desde 1986. Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura nas autarquias do Médio Tejo que, após 20 anos, ainda continua ativo. Neste projeto estão incluídas exposições coletivas e pessoais, eventos culturais, dias de pintura ao ar livre, body painting, pintura com vinho ou azeite, e outras colaborações com autarquias e instituições. Neste momento dirige quatro laboratórios: Abrantes, Entroncamento, Santarém e Torres Novas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).