Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Notas da Comissão do BANIF”, por Hugo Costa

A resolução do BANIF foi mais um episódio que nos demonstrou como sistema financeiro não tinha a solidez necessária. Nesta situação que explodiu a nível europeu nos pós crise do denominado “subprime”, ficamos a compreender como alguns bancos acabaram por ser causas diretas da crise.

- Publicidade -

A Comissão Parlamentar relativamente ao processo do BANIF e ao relatório de autoria do deputado Eurico Brilhante Dias, demonstrou aos agentes políticos, nomeadamente ao anterior Governo que não agiram nos momentos certos. A questão eleitoral foi decisiva para a então Ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, não querer “tocar no processo”, antes das eleições do passado mês de Outubro.

Além, de uma clara incapacidade da gestão de restruturar aquele que por um próprio ex- administrador foi classificado como um banco “péssimo”, da parte dos auditores existiu alguma incapacidade de explicar, ou branqueando a situação, fugindo posteriormente a todas as perguntas na comissão de inquérito.

- Publicidade -

Os milhões de euros injetados no BANIF, depois dos processos como o BES, BPN ou Banco Privado, não permitem aos portugueses aceitarem que se continue infinitamente a injetar dinheiro nos bancos, que à vista de todos foram mal geridos. Esperemos agora que o sistema financeiro apresente a solidez necessária, para não termos mais processos desastrosos como este.

 

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 36 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here