Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Junho 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“No arranque dos trabalhos parlamentares”, por Hugo Costa

A Assembleia da República realizou na passada sexta-feira, dia 25 de outubro, a sua primeira sessão plenária, depois das eleições do passado dia 6 de outubro, tendo o Governo tomado posse no dia seguinte, a 26 de outubro, no período da manhã. Esta será uma legislatura decisiva para o país. Acredito que o Governo liderado por António Costa vai ter a capacidade para fazer mais e melhor pelo país.

- Publicidade -

O primeiro dia na Assembleia da República é, por definição, um dia para sublinhar a defesa da democracia o respeito pelos eleitores que elegeram os duzentos e trinta deputados.

Nesse dia é eleito o Presidente da Assembleia da República, a restante mesa e o conselho de administração. A votação expressiva em Eduardo Ferro Rodrigues sublinha a forma imparcial e elevada como dirigiu a legislatura anterior. Esta vai ser, no entanto, uma legislatura diferente. Uma legislatura onde a defesa da democracia deve ser uma prática diária no discurso e no exemplo.

- Publicidade -

Os inimigos da democracia e do parlamento devem ser combatidos em toda a linha, e os populismos neste parlamento atual ganharam força eleitoral.

Em alguns grupos parlamentares foi igualmente dia de eleger a direção. O Grupo Parlamentar do Partido Socialista elegeu uma mulher, Ana Catarina Mendes. Uma mulher que, sublinhe-se, tem algumas raízes no Médio Tejo e que exercia atualmente as funções de Secretária Geral Adjunta do PS.

A segunda semana parlamentar inicia-se com o debate do programa de governo que apresenta como desafios estratégicos o combate às alterações climáticas, a demografia, o combate às desigualdades e o desafio digital.

Tudo isto deve ser realizado e complementado com contas públicas saudáveis, uma convergência europeia do ponto de vista económico e com a continuação de investimentos nos serviços públicos, nomeadamente em saúde e educação.

Este é o programa que visa fazer mais e melhor. Trabalharemos para esse fim.

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 36 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome