Negócios que reabrem | Stands de automóveis arrancam com cautela (e muita película protetora)

Um dos primeiros carros vendidos após a reabertura do stand João Maia Automóveis, na Sertã. Foto: DR

Portugal inicia hoje o primeiro “dia útil” da situação de calamidade devido à pandemia de covid-19 com a reabertura condicionada de parte do comércio e serviços públicos, e o uso obrigatório de máscaras. Reabrem serviços públicos com atendimento por marcação prévia, lojas com porta aberta para a rua até 200 m2, livrarias e comércio automóvel. Também reabrem cabeleireiros, por marcação prévia, bibliotecas e arquivos, jardins zoológicos, oceanários e fluviários. É igualmente retomada a prática de desportos individuais ao ar livre, sem utilização de balneários nem piscinas, e a pesca lúdica.

PUB

PUB

Depois de mais de mês e meio encerrado, o stand João Maia Automóveis, localizado na Zona Industrial da Sertã, reabriu a 100 por cento esta segunda feira, dia 4 de maio. Tiago Mota, consultor comercial da empresa, revela ao mediotejo.net que foi com apreensão que receberam a decisão de encerramento, em março, e já estavam ansiosos pelo anúncio da reabertura.

Um recomeço “com todas as cautelas e medidas recomendadas pela Direção Geral de Saúde” com o objetivo de “proporcionar ao cliente uma visita com toda a segurança e tranquilidade”, realça. Esse reforço de cuidados passa por uma limpeza mais profunda dos locais onde clientes e funcionários se encontram, sendo que todos têm de usar máscaras e luvas. Aliás a empresa encomendou viseiras e máscaras personalizadas que vão passar a utilizar.

PUB

Quanto aos clientes, se no parque exterior, onde estão em exposição dezenas de automóveis, não se exige máscara, o mesmo não acontece a partir do momento em que entram nas instalações. Caso os clientes não tragam máscaras, o stand disponibiliza esse material individual para proteção.

Em relação aos test-drive, vão continuar a ser possíveis mas há uma acrescida preocupação em relação à higiene e desinfeção. Nos automóveis é aplicada uma pelicula isolante no volante, no manipulo das mudanças, no travão e nos ecrãs touch. No final, procede-se à desinfeção total dos locais onde o cliente entrou em contacto.

Como consultor comercial, Tiago Mota diz não ter acesso aos números, mas reconhece que o encerramento forçado do stand teve um impacto financeiro bastante negativo, apesar de terem mantido as vendas online. A dezena e meia de funcionários (10 no stand e mais cinco ou seis na parte da oficina) estiveram em regime de lay-off e hoje apresentaram-se ao serviço com vontade de recuperar o tempo perdido.

“Estamos confiantes na retoma, é para isso que estamos cá”, conclui Tiago Mota, que hoje voltou a sentir a realização de fechar um negócio.

O stand João Maia Automóveis existe há mais de 30 anos. Em 2015 mudou de instalações de Cernache do Bonjardim para a Zona Industrial da Sertã. Funciona todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here