Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Natal une a grande família da Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede

A Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede, ao abrigo da sua responsabilidade social, entregou mais de 250 cabazes de Natal (259 mais precisamente) abrangendo cerca de 800 pessoas da freguesia em situação de vulnerabilidade sócio-económica.

- Publicidade -

Bens de primeira necessidade, como leite, grão, feijão, esparguete, salsichas, conservas, azeite, óleo, entre outros produtos, que vão contribuir para um aumento do conforto de determinadas famílias mais necessitas para que tenham uma consoada mais tranquila.

“É um sentimento de dever cumprido, de missão cumprida, e um sentimento de gratidão pelos sorrisos recebidos hoje durante todo o dia”, disse hoje o autarca ao mediotejo.net

- Publicidade -

Na sequência desta “missão”, que é assim que o presidente da União de Freguesias, Bruno Tomás considera a ação, também houve a preocupação de fazer sorrir as crianças através dos mais de 200 brinquedos distribuídos, sendo estes recolhidos na campanha “Ajude-nos a espalhar sorrisos”, em iniciativa que contou também com a colaboração dos meninos do Jardim de Infância de São João Batista.

Juntamente com estas ações, também os colaboradores da Junta de Freguesia e seus filhos não foram esquecidos, tendo os mesmos recebido um cabaz de Natal e uma lembrança para os seus filhotes.

“Um dia em cheio”, como classificou o presidente da Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome