“Não levantar o pé”, por Duarte Marques

Nunca o nosso esforço coletivo foi tão determinante para ultrapassar uma crise como agora. Ao contrário de outros, recuso-me a dizer que isto é uma guerra, quer porque uma guerra tem consequências e características muitos piores que esta pandemia, mas sobretudo por respeito aqueles que verdadeiramente estiveram ou participaram nas verdadeiras guerras. À generalidade dos portugueses apenas se pede que fiquemos em casa. Se alguém está perante uma batalha são os profissionais de saúde, os agentes de segurança, os bombeiros, os funcionários dos lares ou aqueles comerciantes e trabalhadores que apesar dos riscos continuam a trabalhar para que os restantes possam ficar em casa.

PUB

PUB

Este será, sim, o maior desafio das nossas vidas ou, pelo menos, deste século. A maior ameaça ao modo de vida que nos habituámos a adotar. É porque essa ameaça é real que não devemos levantar o pé perante os “bons indicadores” que começam a surgir no horizonte. Vai ficar tudo bem, mas não está tudo bem nem estará nas próximas semanas.

O pior erro que nesta fase poderíamos cometer seria precisamente “levantar o pé”, relaxar nos comportamentos que viemos a adotar nos tempos mais recentes. Alguns sinais dados pelos líderes políticos do país são errados. Os portugueses não podem num dia aceitar tamanhas restrições e no dia a seguir ouvir dirigentes políticos a dizer que “já estamos a recuperar”, “se calhar já passámos o pico” ou que nos estamos a safar melhor do que Itália ou a França. Esse tipo de declarações associadas a constantes visitas a empresas ou outras entidades apenas e só para demonstrar que Ministros e Secretários de Estado cumprem a sua obrigação são, nesta fase, dispensáveis e erradas pois enviam sinais contrários à população. Não podemos levantar o pé se queremos ultrapassar esta crise.

PUB

Mais do que nunca, a rapidez com que atuarmos, quer no combate à pandemia quer nas medidas de resposta à crise económica, será determinante para reduzir o impacto dos danos que, inevitavelmente, sofreremos com esta crise.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB
Artigo anteriorCovid-19 | Mação regista primeiro caso de infeção e vírus marca já presença em todos os municípios da região, com mais de uma centena de casos (c/audio)
Próximo artigoGolegã | Misericórdia da Azinhaga lança vídeo inspirador
Duarte Marques, 38 anos, é natural de Mação. Fez o liceu em Castelo Branco e tirou Relações Internacionais no Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, com especialização em Estratégia Internacional de Empresa. É fellow do German Marshall Fund desde 2013. Trabalhou com Nuno Morais Sarmento no Governo de Durão Barroso ao longo de dois anos. Esteve seis anos em Bruxelas na chefia do gabinete português do PPE no Parlamento Europeu, onde trabalhou com Vasco Graça Moura, José Silva Peneda, João de Deus Pinheiro, Assunção Esteves, Graça Carvalho, Carlos Coelho, Paulo Rangel, entre outros. Foi Presidente da JSD e deputado na última legislatura, onde desempenhou as funções Vice Coordenador do PSD na Comissão de Educação, Ciência e Cultura e integrou a Comissão de Inquérito ao caso BES, a Comissão de Assuntos Europeus e a Comissão de Negócios Estrangeiros e Cooperação. O Deputado Duarte Marques, eleito nas listas do PSD pelo círculo de Santarém, foi eleito em janeiro de 2016 um dos novos representantes portugueses na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, com sede em Estrasburgo. Sócio de uma empresa de criatividade e publicidade com sede em Lisboa, é também administrador do Instituto Francisco Sá Carneiro, director Adjunto da Universidade de Verão do PSD, cronista do Expresso online, do Médio Tejo digital e membro do painel permanente do programa Frente a Frente da SIC Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here