“Não dê amor. Dê “um murro na mesa”, por Vânia Grácio

Esta semana circulou nas redes sociais que num canal de televisão nacional uma taróloga “recomendou” a uma senhora que a consultou, dar mimo e amor ao marido, mesmo quando este dá violência em troca. Não está em causa a profissão da senhora, antes a mensagem que é transmitida num canal de televisão aberto ao público em geral, e que até tem tentado sensibilizar a população para o fenómeno da violência doméstica. Pois “se não é com vinagre que se apanham moscas”, também não importa alimentar uma relação de violência. Importa sim, sair dela, e rapidamente.

PUB

A nossa sociedade tem de começar a interiorizar que o que “é entre marido e mulher”, todos passaram a poder “meter a colher”, mas na perspetiva de acabar com os abusos e com a violência. Ora se uma pessoa é humilhada, privada dos seus direitos, é agredida física e emocionalmente, dá amor e carinho ao agressor? Chega a ser irónico. Presumo que o que se pretende (nesta perspetiva) deve ser uma forma de gratidão, pela violência que recebe.

A mensagem que estamos a passar ao/à agressor/a é de que estamos a gostar de ser agredidas/os. É que pode continuar a faze-lo porque está tudo bem. Não estamos a pedir-lhe que pare, não estamos a por fim ao mau trato, estamos a pedir que continue.

PUB

Se é vitima de algum tipo de violência, de ameaça, de perseguição, se está inibido/a da sua liberdade e/ou dos seus direitos…não dê amor. Dê “um murro na mesa” (no sentido figurado, claro!) e escolha-se a si. Termine essa relação. Se não conseguir sozinho/a, peça ajuda. Em todas as comunidades existem serviços que o/a podem ajudar. Ame-se a si.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here