- Publicidade -

Museu de Mação lança novas experiências e projetos de contacto com o património

O Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo, em Mação, vai reabrir as suas portas na terça-feira, dia 6 de abril, seguindo as medidas de desconfinamento gradual emanadas pelo Governo. Esta reabertura marca o arranque de novas experiências para o público e novos projetos, que serão lançados numa lógica de “experiência total VERT”, permitindo não só visitar, mas também experimentar, reproduzir e transformar. Uma das novidades é a disponibilização da app do primeiro projeto de ciências participativas em Portugal, para a participação de toda a população na identificação e registo do património arqueológico, histórico e imaterial. Estes novos conceitos surgem no âmbito do programa Mação – Vila UNESCO da Aprendizagem.

- Publicidade -

Este novo programa, que será apresentado publicamente à comunicação social, oferece novas dinâmicas ao visitante, nomeadamente duas visitas virtuais à arte rupestre submersa no rio Tejo, com uma tecnologia inovadora que permitirá aos visitantes ver no seu contexto original conjuntos importantes que foram estudados em colaboração com o Instituto Terra e Memória – ITM e o Instituto Politécnico de Tomar.

Também estarão disponíveis um conjunto de experiências práticas de aprendizagem das técnicas de gravura e pintura rupestre, bem como de outros tipos de objetos e construções.

- Publicidade -

Em termos tecnológicos, surgem duas aplicações móveis, sendo que uma permite o acesso ao património arqueológico e etnográfico do concelho, incluindo experiências de realidade aumentada na vila de Mação (coreto e centro), no vale do Ocreza (gravuras) e em Ortiga (pesqueiras e anta).

Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo, em Mação, situa-se no Largo da Feira, junto ao Posto da GNR e piscinas descobertas da vila. Foto: mediotejo.net

A segunda app serve o pioneiro projeto de ciências participativas em Portugal, que pretende incentivar a participação de toda a população na identificação e registo do património arqueológico, histórico e imaterial.

Com normas rigorosas de visita e fruição no atual contexto de pandemia, o Museu de Mação “reabre numa lógica de co-construção de novas dinâmicas participativas, na construção de conhecimento e na reflexão sobre os caminhos de futuro”.

Para os interessados em visitar, devem fazer marcação da visita – individual ou em grupo – através do email museu@cm-macao.pt ou do telefone 241 571 477.

No caso de grupos, a exposição principal do Museu não poderá ter mais de 5 visitantes em simultâneo na mesma sala, assegurando-se a participação em outras experiências, permitindo envolver até 25 pessoas ao mesmo tempo.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).