Muito correio por distribuir em Sertã e Vila de Rei com greve de trabalhadores dos CTT (c/audio)

Muito correio por distribuir em Sertã e Vila de Rei com greve de trabalhadores dos CTT. Foto ilustrativa: DR

Os carteiros do Centro de Distribuição Postal (CDP) da Sertã, que serve não só este Município como o de Vila de Rei, cumpriram uma semana de greve (de 14 a 18 de setembro) e anunciam já nova jornada de luta para de 6 a 9 de outubro, devido ao aumento de volume de correio para distribuir, a par de uma anunciada redução de trabalhadores.

PUB

Em causa está um estudo dos CTT que altera o modelo de funcionamento da distribuição de correio e prevê a redução de 13 para 12 trabalhadores. “Os carteiros não têm tempo nem capacidade para entregar o correio todo, nem para fazer refeições, porque houve um aumento brutal na área de giro. Se já não tinham antes, agora muito menos”, explica José Batista, Secretário nacional do SINDETELCO, Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Correios, Telecomunicações, Media e Serviços.

“Faltam recursos humanos, com toda a certeza”, denuncia o sindicalista que esteve no CDP da Sertã na segunda feira, dia 21, numa altura em que também estavam presentes dois dirigentes da empresa.

PUB

José Baptista faz saber que não está contra os ajustes que os CTT pretendam fazer, mas chama a atenção para o “aumento brutal” de alguns tipos de correio e dos novos giros.

Refere o aumento (mais de 50 por cento) da correspondência volumosa em Correio Expresso, tal como a correspondência sem endereço que também tem registado um aumento gradual, o que faz com que “em muitos casos não há recursos humanos suficientes para distribuir”.

PUB

Reconhece que apenas o correio endereçado reduziu, dadas as novas formas de comunicação eletrónica. Em contrapartida “o giro não diminuiu, pelo contrário, aumentou”. E dá o exemplo de um giro que tem 140 quilómetros de extensão.

O resultado é a acumulação de milhares de objetos postais no CDP, o que obrigou a um reforço de pessoal que veio de Pombal, de Proença a Nova e de Castelo Branco.

Quando perguntamos qual o impacto que a greve está a ter nos dois concelhos, José Batista, cita palavras dos dois presidentes de Câmara que dão consta da insatisfação dos munícipes e segundo os quais há pessoas a deslocarem-se constantemente ao CDP para ir levantar correio mais urgente.

“As populações estão mal servidas, com toda a certeza”, sublinha o dirigente sindical.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here