Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mouriscas | Aldeia faz uma Feira que é mostra identitária de todo um povo (c/vídeo e fotos)

A Feira Mostra de Artesanato e Gastronomia de Mouriscas está de regresso e a 26ª edição arrancou na sexta-feira, dia 10, e prolonga-se até 18 de agosto no Campo das Aldeias com um programa recheado em que a música é presença confirmada em sete dos nove dias do evento. A acompanhar os concertos estão propostas associadas aos sabores e saberes locais, folclore, desporto, religião e muito mais.

- Publicidade -

A decorrer este ano no Campo das Aldeias (campo de futebol), espaço amplo e preparado a preceito pela organização conjunta entre a Junta de Freguesia local e a Associação de Melhoramentos de Mouriscas, o evento conta com a presença de 30 pavilhões demonstrativos da dinâmica cultural, associativa, empresarial e desportiva desta freguesia do concelho de Abrantes, para além de um espaço de restauração onde o clube ‘Os Esparteiros’ mostram e dão a provar como se fazem os afamados jantares culturais e temáticos.

Na sessão de inauguração, na sexta-feira, marcaram presença, entre outros, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, que destacou a importância do evento e do seu sucesso como resultado “da vontade de todos, com união das associações”, tendo vincado a importância de “encontrar plataformas de entendimento que sirvam os mourisquenses e elevem a sua qualidade de vida”. A autarca, que visitou todos os pavihões presentes, acabaria mesmo por jantar no espaço da Feira Mostra, acompanhada pelo presidente da JF de Mouriscas, Pedro Matos, pelo presidente Associação de Melhoramentos de Mouriscas, Carlos Marques, e por alguns vereadores que marcaram presença, caso de Manuel Jorge Valamatos, João Gomes, Luís Dias (todos do PS) e ainda Armindo Silveira, do BE.

- Publicidade -

No ato inaugural estiveram também presentes vários dirigentes associativos, presidentes e representantes das juntas de freguesia de Bemposta, Abrantes e Alferrarede, e São Facundo e Vale das Mós, para além do presidente da mesa da Assembleia Municipal, António Gomes Mor, e o secretário Manuel dos Santos.

Mouriscas l Feira Mostra decorre até dia 18 no campo das Aldeias.

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 10 de Agosto de 2018

O programa arrancou oficialmente às 19h00 de sexta-feira, dia 10, e entre música, gastronomia e artesanato encontram-se outros pontos altos, como a apresentação da equipa de futebol da Casa do Povo de Mouriscas, este sábado, dia 11, às 21h00, o passeio “Chapa Amarela”, organizado pela associação “Os Mouriscos”, a partir das 08h00 de dia 14, e a Romaria de Nossa Senhora dos Matos, com o tradicional piquenique das famílias antes das cerimónias religiosas, em hora a anunciar no dia 15.

Além destas iniciativas, a organização apresenta como outros motivos de interesse os projetos da ACROM – Associação Cultural das Rotas de Mouriscas, um para a criação das Rotas das ribeiras de Arcês e Rio Frio, resultante do Orçamento Participativo Português (OPP) 2017 e outro ligado às fontes e nascentes #415, neste momento em votação no OPP 2018.

Acrescem a ginástica de manutenção e os jantares culturais e temáticos do Grupo Desportivo e Recreativo (G.D.R.) “Os Esparteiros” e o trabalho desenvolvido com os Lobitos, Exploradores, Caminheiros e Pioneiros do Agrupamento de Escuteiros.

Além destas iniciativas, a organização apresenta como outros motivos de interesse os projetos da ACROM – Associação Cultural das Rotas de Mouriscas, um para a criação das Rotas das ribeiras de Arcês e Rio Frio, resultante do Orçamento Participativo Português (OPP) 2017 e outro ligado às fontes e nascentes #415, neste momento em votação no OPP 2018.

Acrescem a ginástica de manutenção e os jantares culturais e temáticos do Grupo Desportivo e Recreativo (G.D.R.) “Os Esparteiros” e o trabalho desenvolvido com os Lobitos, Exploradores, Caminheiros e Pioneiros do Agrupamento de Escuteiros.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome