Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Memória e histórias para o sapatinho”, por José Martinho Gaspar

Quando entramos na azáfama de procurar prendas para oferecer no Natal ou para as trocas que caracterizam tantos dos jantares que invadem a nossa agenda nesta altura do ano, por vezes entramos em desespero, pois é tudo mais do que repetido, neste tempo invadido por consumos globalizados. A proposta que aqui se faz vai no sentido de se optar por oferecer livros de autores ou editores locais, sobre temáticas que são as nossas, uma vez que por cá se publica muito (e bem), constituindo esta uma realidade que é marca forte de um território, a qual nos deve deixar orgulhosos.

- Publicidade -

Referir-nos-emos apenas a alguns livros vindo a público recentemente, mas quem procurar nos diversos pontos de venda encontrará muitos mais, de edição mais ou menos distante. A Biblioteca Municipal António Botto em Abrantes está a realizar, até final do ano, uma Feira de Edições Municipais, onde se pode adquirir prendas excelentes com 50% de desconto.

Em termos de novidades, em Rio de Moinhos foram recentemente publicados dois livros, um respeitante ao futebol da freguesia e um outro, particularmente rico em imagens, sobre a relação da localidade com o rio e as manifestações de fé dos homens. De Mação, a Feira Mostra da vila viu serem lançados dois livros, um sobre Carlos Saramago, edição da Câmara Municipal, e um outro, de Vera António, intitulado Mação, Retrato Falado, com a chancela da Médio Tejo Edições. No início do ano a Câmara Municipal de Sardoal e a Junta de Freguesia de Santiago de Montalegre deram à estampa a obra de Francisco António intitulada Santiago de Montalegre: A História, As Lendas, As Gentes e mais recentemente, a 8 de dezembro, foi dada à estampa a obra Santiago de Montalegre: Caminho de 100 anos, de Francisco Esteves Valente e José Martinho Gaspar. Em julho, foi também editado um livro sobre os 60 anos da Sociedade Recreativa e Musical de Bemposta e consta que outras agremiações se preparam para publicar edições com a sua história.

- Publicidade -

Abrantes, em 2016, ano de centenário na condição de cidade, também viu chegarem a público diversas obras: a História Cronológica do Concelho de Abrantes, de Joaquim Candeias Silva, um livro no âmbito do centenário do Sport Abrantes e Benfica, a reedição do processo de elevação de Abrantes a cidade e a obra coletiva intitulada História Breve de Abrantes.

Se fizermos um exercício e elencarmos as edições locais publicadas nas últimas décadas na região, veremos que estamos diante de uma biblioteca de proporções incríveis. Também a Palha de Abrantes com as suas publicações, entre as quais pontifica a revista Zahara, que atingiu recentemente os 30 números, tem contribuído significativamente para este manancial de literatura identitária que, pela sua relevância, merece a nossa atenção.

Também na área da literatura, tanto em prosa como em poesia, os autores da região têm trazido a público obras que constituem belíssimos presentes de Natal. A Médio Tejo Edições, associada a este projeto que é o mediotejo.net, para além do que já editou, promoveu um concurso literário, em diferentes categorias, no âmbito do qual foi publicado recentemente 25 poemas de dores e amores, de António Lúcio Vieira.

Boas festas e boas leituras!

José Martinho Gaspar nasceu em Água das Casas (Abrantes), na década de 60 do século XX, e vive em Abrantes. É Professor de História e Mestre em História Contemporânea. Desenvolve a sua ação entre aulas, atividades associativas (Palha de Abrantes e CEHLA/Zahara, mas também CSCRD de Água das Casas), leitura e escrita, tanto de História como de ficção, sendo autor de vários artigos e livros. Apaixonado por desporto, já não vai em futebóis, mas continua a dar as suas voltas de bicicleta. Afinal, diz, "viver é como andar de bicicleta: não se pode deixar de pedalar e quando surge um cruzamento escolhe-se o nosso caminho".

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome