Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo tem três finalistas regionais a concurso nas 7 Maravilhas da Nova Gastronomia

Os concelhos de Abrantes, Sertã e Torres Novas estão entre os 140 finalistas regionais do concurso 7 Maravilhas de Portugal, com a sobremesa ‘Monte Abrantino’ e os pratos de peixe ‘Ensopado de Achigã e Lagostim’ e ‘Bacalhau à Papa-Figos’, com a assinatura de Victor Felisberto, Odete Mariano e André Pinto Alves, respetivamente. Numa edição dedicada à Nova Gastronomia, distribuída por 7 categorias a concurso, unem-se pratos de assinatura, produtos endógenos e cozinheiros de mão cheia a nível nacional, a representar restaurantes locais de norte a sul do país, e nas ilhas. 

- Publicidade -

Começando pela categoria de Peixe e Marisco, o Bacalhau à Papa-Figos, da autoria de André Pinto Alves, do restaurante Papa-Figos, em Torres Novas, apresenta-se com o figo, a amêndoa e as nozes como produtos locais em destaque na confeção do prato. O número para votação é o 760 207 703.

Bacalhau à Papa-Figos da autoria de André Pinto Alves, do restaurante Papa-Figos, em Torres Novas.

- Publicidade -

Já Odete Mariano, pelo restaurante sertaginense Santo Amaro, uniu os sabores do rio à floresta e à agricultura, com um Ensopado feito com achigã, lagostim, aguardente de medronho e pão de tomate seco. Para votar neste prato deve utilizar-se o número 760 207 705.

Ensopado de Achigã e lagostim. Por Odete Mariano, do restaurante Santo Amaro, na Sertã.

Para terminar o menu, segue-se a sobremesa, na categoria da Doçaria, com o chef Victor Felisberto, de Abrantes, a representar a cidade com o ‘Monte Abrantino’. Destacam-se os ovos, frutos vermelhos e fios de ovos, a fazer lembrar a Palha de Abrantes e as ruas floridas da cidade altaneira. Pode votar neste candidato através do 760 207 748.

Monte Abrantino, uma sobremesa complexa pela mão do chef Victor Felisberto, de Abrantes.

Estes são os três representantes da região do Médio Tejo entre os 140 finalistas apurados no dia 8 de julho, numa emissão da RTP 1, conduzida por Sónia Araújo e José Carlos Malato, a partir da Maia.

Segundo a organização, a partir do dia 12 de julho terão lugar as eliminatórias regionais, num total de 14 programas transmitidos em direto na RTP, a partir de várias regiões do país, onde serão apurados 7 candidatos por categoria, num total de 49 pré-finalistas.

As 7 Maravilhas de Portugal pretendem reforçar junto dos portugueses a importância de se experimentar Portugal como o “Melhor País do Mundo para Comer”, quer pelos restaurantes, quer pelas cozinheiras e cozinheiros criativos, quer pela qualidade da nossa produção.

De um total de 1.147 candidaturas à edição de 2021 dedicada à Nova Gastronomia, um painel de especialistas selecionou estabelecimentos para “7 restaurantes e chefes candidatos por distrito e regiões autónomas em cada uma das 7 categorias” a concurso: Petiscos, Vegetariana,Vegana, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria.

O concurso tem em conta “não só a tradição que temos em Portugal, mas colocando igualmente nos pratos da balança novas opções gastronómicas, que traduzem as escolhas de segmentos da população cada vez mais alargados e onde se afirma uma preocupação cada vez mais notória com a saúde pública e com a sustentabilidade alimentar. Entendendo-se por iguarias a comida requintada e saborosa, por extensão, qualquer comida bem confecionada”, pode ler-se em comunicado.

“Comer é um ato social único, uma alegria imensa, uma felicidade simples e fácil de obter que, mesmo nos tempos difíceis de hoje, não queremos abdicar. As nossas cozinheiras e cozinheiros de ‘mão cheia’ alimentaram essa tradição de comer bem em casa, e fizeram-se depois, estrelas dos restaurantes únicos que encontramos por todos os cantos de Portugal, como em mais nenhum outro lugar do mundo”, frisa Luís Segadães, presidente das 7 Maravilhas.

Recorde-se que a eleição das 7 Maravilhas da Nova Gastronomia é a décima edição do concurso realizado desde 2007. Já foram realizadas edições relacionadas com Património Histórico de Portugal e de Origem Portuguesa no Mundo, bem como Património Natural, Gastronomia, Praias, Aldeias, à Mesa, sobre os Doces típicos e Cultura Popular.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome