Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Junho 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | TAGUS dinamiza webinar “Ser empreendedor em meio rural”

A 2 de junho, a partir das 15h00, será transmitido o webinar “Ser empreendedor em meio rural”, nas redes sociais da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior.

- Publicidade -

O webinar “Ser empreendedor em meio rural”, organizado pela TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, tem como objetivo, através da apresentação de projetos apoiados pelas associações de desenvolvimento local, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020) e Programa Operacional da Região Centro (CENTRO 2020), evidenciar a importância que este tipo de entidades tem para os territórios rurais.

A sessão de abertura será presidida por Manuel Jorge Valamatos, presidente do município de Abrantes e, simultaneamente, da direção da associação de desenvolvimento do Ribatejo Interior, ao qual se seguirá o Secretário Técnico da Área de Desenvolvimento Local do PDR2020, Rui Rafael, cuja abordagem incidirá na importância que a medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural tem para os territórios de baixa densidade.

- Publicidade -

A MINHA TERRA – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local estará representada pela sua atual presidente, Ana Paula Xavier, e tratando-se da entidade que representa este movimento em termos nacionais procurará, além de moderar o webinar, salientar o contributo que estas associações têm para as zonas rurais.

Da ADRACES – Associação para o desenvolvimento da Raia Centro, da ADIRN- Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte, da PINHAL MAIOR – Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul e da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior chegam os testemunhos de promotores que recorreram aos apoios geridos de forma intermédia por estas instituições, exemplificando as várias tipologias de operações que são passíveis de financiar.

Do Pinhal Interior Sul será conhecido o “Bioberço da Lusitânia”, projeto da PINHAL MAIOR, que pretende auxiliar os produtores locais a escoar os excedentes provenientes da agricultura familiar e facilitar a sua conversão ao modo de produção biológico, concentrando as produções agrícolas em Mação, onde é feita a sua lavagem, calibragem, embalamento, rotulagem e expedição.

O “Moinho do Maneio” e os “queijos da Fonte” são os projetos que representam a Beira Interior Sul, zona de intervenção da ADRACES. Tratam-se de iniciativas apoiadas pelas operações 10.2.1.3 – diversificação de atividades na exploração e 10.2.1.2 – pequenos investimentos na transformação e comercialização, do PDR2020, às quais os empreendedores locais recorreram para restaurar um moinho de água, aumentando a capacidade de oferta do empreendimento turístico e para a modernização da queijaria artesanal e introdução do fabrico de iogurtes a partir de leite de cabra.

Do Ribatejo Norte chegam os exemplos das Grutas das Lapas, situadas no concelho de Torres Novas, e o restaurante “A Botica”, de Ourém. Ambos projetos apoiados pela ADIRN que valorizam e preservam a identidade territorial. No primeiro caso, através de um centro de interpretação das Grutas, materiais promocionais e publicação de uma monografia e, no segundo, pela criação de um espaço de restauração que privilegia os produtos tradicionais portugueses.

Por último, serão apresentados os projetos dos empreendedores do Ribatejo Interior, José Corda Alves, VDF-Vale de Ferreiros, Agro-turismo lda. e Human Coop apoiados pelas operações 10.2.1.1 – pequenos investimentos nas explorações agrícolas, 10.2.1.3 – diversificação de atividades na exploração e +CO3SO Emprego Empreendedorismo Social, da TAGUS, respetivamente. Iniciativas que consistem na implementação de um pomar destinado à produção de medronho para venda em fresco, complementado com a exploração de colmeias para a produção de mel, em Sardoal; a construção de um pavilhão equestre coberto, para garantir a existência de condições para a prática desta atividade nos períodos em que não é possível utilizar o picadeiro descoberto; oficinas temáticas para transmissão de saberes/ofícios antigos às gerações mais novas e ações de sensibilização para o turismo adaptado à pessoa com deficiência.

A encerrar o webinar “Ser empreendedor em meio rural”, pelas 16h50, estará a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do CENTRO, representada por Jorge Brandão, vogal executivo da Comissão Diretiva do CENTRO 2020.

Esta iniciativa surge no âmbito do DLBC Rural (Desenvolvimento Local de Base Comunitária), no eixo Reforçar a capacitação institucional das entidades regionais (CAPACITAR), do Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO2020), incluído no Portugal 2020, e cofinanciado pelo Fundo Social Europeu.

O webinar irá ser transmitido em direto na página do Facebook e canal do Youtube da TAGUS.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome