Médio Tejo | Secretário de Estado da Saúde anuncia recondução de Administração do CHMT (C/VIDEO)

Secretário de Estado da Saúde anuncia recondução de Administração do CHMT. Foto: CMA

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) foi reconduzido para um novo mandato de três anos, anunciou hoje em Abrantes o secretário de Estado da Saúde, durante uma visita aos utentes e profissionais daquele hospital.

PUB

“É com muita honra e orgulho que estou com o atual presidente do Conselho de Administração, Carlos Andrade Costa, que tem feito um excelente trabalho com a sua equipa no CHMT e seria mais do que normal esta recondução”, disse António Sales, quando questionado sobre se confirmava a recondução do atual gestor e da sua equipa à frente daquele Centro Hospitalar, que agrega as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas.

Carlos Andrade Costa também confirmou à Lusa que aceitou o pedido de recondução da tutela, numa situação que vem igualmente ao encontro do pedido da Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo (CUSMT) à Ministra da Saúde no sentido da recondução do atual Conselho de Administração (CA) do CHMT, que termina o seu segundo mandato este mês de dezembro.

PUB
O secretário de Estado da Saúde foi recebido no hospital de Abrantes pelo presidente do CHMT e da Câmara Municipal. Foto: CMA

Carlos Andrade foi nomeado presidente do CA do CHMT em julho de 2014 para um mandato por três anos, tendo sido reconduzido em 2017 para um novo mandato de igual período temporal, que agora cessa.

A visita do Secretário de Estado da Saúde, António Sales, à unidade hospitalar de Abrantes, incluiu um lanche de confraternização com os funcionários do CHMT, visitas às componentes cirúrgicas da Urgência Médico – Cirúrgica, à Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente e à Maternidade do CHMT, ali instalada.

PUB
O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) foi reconduzido para um novo mandato de três anos. Foto: mediotejo.net

“Vim deixar uma palavra de incentivo para os profissionais de saúde que nesta quadra natalícia cuidam dos doentes”, disse Sales, tendo destacado a importância da “humanização” de um Serviço Nacional de Saúde que se quer que seja “cada vez mais justo e inclusivo”, e que seja “focado nos utentes e nos doentes”.

Médio Tejo l Conselho de Administração do Centro Hospitalar reconduzido para mais um mandato, anunciou hoje em Abrantes o secretário de Estado da Saúde, António Sales

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Nascido em 1965, Carlos Andrade Costa tem Licenciatura em Direito e os Cursos de Administração Hospitalar, de Auditor de Defesa Nacional e Pós-graduação em Gestão de Instituições sem Fins Lucrativos, entre outros, como o de Diretor dos Serviços de Planeamento, Programação Financeira e de Assuntos Bilaterais I, no Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Na Santa Casa de Misericórdia de Lisboa foi administrador delegado de todos os equipamentos de cariz hospitalar da instituição. Membro de Direção dos Hospitais das Forças Armadas, foi o único civil a gerir hospitais militares. Carlos Costa realizou ainda um estágio no âmbito da gestão hospitalar do serviço nacional de saúde Dinamarquês. É professor em Instituições Universitárias, em cursos de especialização pós graduada, em gestão de saúde.

Constituído pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, separadas geograficamente entre si por cerca de 30 quilómetros, o CHMT funciona em regime de complementaridade de valências, abrangendo uma população na ordem dos 260 mil habitantes de 11 concelhos do Médio Tejo, no distrito de Santarém, Vila de Rei, de Castelo Branco, e ainda dos municípios de Gavião e Ponte de Sor, ambos de Portalegre.

c/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here