PUB

Médio Tejo | Roteiro de feriados municipais e nacionais para 2021

O fim de um ano e o início de outro, por norma, é tempo de balanços e perspetivas. Na hora de mudar o calendário, olhamos para os feriados e possíveis pontes que poderá aproveitar quando pensar nas próximas férias.

PUB

Comecemos pelos feriados municipais nos concelhos do Médio Tejo. Destes, quatro têm o azar de o feriado municipal coincidir com um domingo: Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha a 13 de junho (dia de Santo António), Ourém (comemora a data de elevação à categoria de cidade, 1991) a 20 de junho e Vila de Rei a 19 de setembro, data de atribuição do Foral por D. Dinis, em 1285.

Mais sorte têm os habitantes de Tomar e Abrantes, cujo feriado municipal calha a uma segunda feira, proporcionando um fim de semana prolongado. Tomar assinala a data da fundação da urbe (1160) a 1 de março. Já Abrantes comemora a elevação à categoria de cidade (1916) a 14 de junho.

PUB

Esta questão não se coloca nos municípios de Constância, Mação e Ponte de Sor já que o seu feriado municipal acontece sempre na segunda feira a seguir à Páscoa, que em 2021 ocorre a 5 de abril.

A quinta feira da Ascensão (dia da Espiga), em 2021 calha a 13 de maio e é feriado em municípios como Alcanena, Torres Novas, Golegã e Chamusca.

PUB

Na Sertã, o feriado municipal perspetiva uma possível “ponte” já que o dia 24 de junho coincide a uma quinta feira. Apesar de ser dia de S. João, o feriado não tem a ver com este santo, mas sim por ser a data de nascimento do Condestável D. Nuno Álvares Pereira, em Cernache do Bonjardim, a 24 de junho de 1360.

Os moradores de Sardoal e Entroncamento festejam o seu feriado a 22 de setembro e 24 de novembro, respetivamente, ambos os dias a calhar a meio da semana, quarta feira. No caso do Sardoal o que se comemora a 22 de setembro é a elevação à categoria de vila em 1531. A cidade dos comboios assinala a 24 de novembro a criação do concelho (1945), cujo território foi desanexado de Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Feriados municipais na nossa região – 2021

Tomar – Segunda feira, 1 de março

Constância, Mação e Ponte de Sor – Segunda feira, dia 5 de abril (segunda feira a seguir à Páscoa)

Alcanena, Torres Novas, Golegã e Chamusca – Quinta feira, dia 13 de maio (quinta feira da Ascensão)

Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha – Domingo, dia 13 de junho (dia de Santo António)

Abrantes – Segunda feira, dia 14 de junho

Ourém – Domingo, dia 20 de junho

Sertã – Quinta feira, dia 24 de junho

Vila de Rei – Domingo, dia 19 de setembro

Sardoal – Quarta feira, dia 22 de setembro

Entroncamento – Quarta feira, dia 24 de novembro

 Feriados nacionais em 2021 e possíveis pontes:

16 de fevereiro, terça feira – Carnaval. Possível ponte, na segunda feira

2 de abril – Sexta feira Santa. Fim de semana prolongado

4 de abril, domingo – Páscoa

25 de abril, domingo – Dia da Liberdade

1 de maio, sábado – Dia do Trabalhador

3 de junho, quinta feira – Corpo de Deus. Possível ponte, na sexta feira

10 de junho, quinta feira – Dia de Portugal. Possível ponte, na sexta feira

15 de agosto, domingo – Dia da Assunção de Nossa Senhora

5 de outubro, terça feira – Dia da Implantação da República. Possível ponte, na segunda feira

1 de novembro, segunda feira – Dia de Todos os Santos. Fim de semana prolongado

1 de dezembro, quarta feira – Restauração da Independência

8 de dezembro, quarta feira – Dia da Imaculada Conceição

25 de dezembro, sábado – Natal

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).