Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo: Reserva Mundial da Biosfera para Paúl do Boquilobo é “desafio entusiasmante” – CM Torres Novas (c/vídeo)

Reserva da Biosfera desde 1981, e após um período de maior abandono e problemas com a poluição, o Paúl do Boquilobo conseguiu ver renovado o título de Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO.

- Publicidade -

Situada entre os concelhos de Torres Novas e da Golegã (o Centro de Interpretação ainda se situa no município torrejano), a Reserva Natural do Paúl do Boquilobo vê também o seu território aumentar, ampliando-se mais para o Médio Tejo.

A Câmara de Torres Novas sublinha a dimensão desta distinção e vê nela potencialidades económicas.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, salientou ser esta renovação um “orgulho”, depois do um período de “mau tratamento” do Paúl. “Finalmente as entidades como as Câmaras de Torres Novas e Golegã”, assim como várias instituições privadas, deram “as mãos”, por forma a renovar o estatuto de Reserva da Biosfera e alargar o território classificado.

“Estávamos na expetativa” da aceitação do alargamento por parte da UNESCO, confessou Pedro Ferreira, sublinhando esta classificação como um “desafio” para os municípios e freguesias envolvidas, que permitirá potenciar o espaço não só a nível ecológico mas também económico.

“Queremos tirar partido dos programas comunitários”, referiu o autarca, manifestando grande entusiasmo pelas possibilidades de desenvolvimento que se aproximam através do Paúl do Boquilobo.

A decisão da UNESCO foi tomada sábado, dia 19 de março, em Lima, no Peru. Com o alargamento da Reserva, esta passa a incluir as freguesias de Riachos, Brogueira (Torres Novas), Pombalinho, Golegã e Azinhaga (Golegã).

Em Portugal há apenas dez reservas com esta distinção.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome