Médio Tejo | Quase todas as praias fluviais com lotação máxima este domingo (e filas para entrar)

Pouco depois das 9h da manhã deste domingo, 9 de agosto, começaram a içar-se as bandeiras vermelhas em quase todas as praias fluviais da região, apurou o mediotejo.net. A informação está disponível também na aplicação infopraia, com atualizações regulares, mas ainda assim muitas pessoas continuam a deslocar-se para os locais.

No Agroal, no concelho de Ourém, ao final da manhã havia longas filas para aceder às zonas concessionadas – e vários exemplos de banhistas a chegarem por atalhos, desrespeitando a sinalização e as regras impostas em tempo de pandemia.

Logo ao início da manhã já se formavam filas para aceder à zona da piscina da praia fluvial do Agroal. Créditos: mediotejo.net

PUB

As distâncias de segurança também não são respeitadas por muitos banhistas, quer nas filas de espera, quer nas áreas balneares.

Apesar do sinal de interdição, muitas pessoas continuaram a aceder à zona da praia fluvial do Agroal. Créditos: mediotejo.net

A zona de acesso pelo lado de Tomar está fechada e com indicações de passagem interdita, mas várias pessoas contornam as vedações. Créditos: mediotejo.net

Depois das 15h00 deste domingo, 90% das praias da região tinham “lotação esgotada”. As áreas fluviais mais apetecidas, como o Penedo Furado (Vila de Rei), Aldeia do Mato (Abrantes), Lago Azul (Ferreira do Zêzere) ou Cardigos (Mação), ficaram cheias bem cedo, logo pela manhã, havendo à hora de almoço apenas uma bandeira amarela na praia de Fontes, em Abrantes, e três verdes, nas praias da Ribeira Grande, na Sertã, e Zaboeira e Pego das Cancelas, em Vila de Rei.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).