- Publicidade -

Terça-feira, Dezembro 7, 2021
- Publicidade -

Médio Tejo | Quadros do CHMT reforçados com 80 profissionais de saúde

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) deu conta que vai vincular, até ao final deste mês de dezembro, 66 novos profissionais de saúde, de diferentes categorias ligadas diretamente à prestação de cuidados, a par de 14 novos médicos.

- Publicidade -

Em comunicado, o CHMT destaca que este reforço de pessoal é “mais um expressivo contributo para a continua melhoria da prestação de cuidados de saúde e atendimento” à população abrangida pelo centro hospitalar do Médio Tejo, que agrega os hospitais de Abrantes, Toma e Torres Novas.

Na mesma nota informativa, o CHMT refere que “a entrada destes profissionais contribuiu, ao longo dos últimos nove meses, para a resposta na organização dos diferentes serviços face ao Plano de Contingência à Covid-19, e permite agora a possibilidade de vincular estes mesmos profissionais com inclusão nos quadros de pessoal do Centro Hospitalar, em diferentes categorias”, tais como enfermeiros, assistentes operacionais, técnicos de diagnóstico, entre outros grupos profissionais.

- Publicidade -

“Além da vinculação destes 66 profissionais, o Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, no presente mês de dezembro,  concluirá, ainda, os processos de contratação de cerca de 14 novos médicos, entre os quais dois especialistas de Pediatria (situação que há muito não acontecia), três especialistas de Medicina Interna, três especialistas de Cardiologia, dois especialistas de Psiquiatria, um especialista de Nefrologia, um especialista Oftalmologista e um especialista em Medicina no Trabalho, entre outras especialidades”, pode ler-se na mesma nota.

O CHMT destaca ainda o facto de ter sido possível “contratar uma especialista em otorrinolaringologia, especialidade com particular relevo, pois até à data existiam no CHMT apenas dois médicos com esta Especialidade”, possibilitando esta contratação a “redução da lista de espera nesta Especialidade cirúrgica que é particularmente procurada por crianças e idosos”.

Em termos globais, conclui, até ao fim deste mês de dezembro o CHMT integrará nos seus quadros de pessoal mais de 80 novos profissionais.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome