Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Programação em rede volta a trazer a cultura à região com os ‘Caminhos da Água’

Com o intuito de promover o encontro da Cultura com o Médio Tejo, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) e os treze municípios que a compõem lançam o desafio de se caminhar “pela Cultura, pela diversidade, por um território que é único e com muitas singularidades que não deixam ninguém indiferente.” Em julho é altura de voltarem os Caminhos da Água.

- Publicidade -

Com a sua programação estabelecida nos fins de semana do mês de julho (10 e 11, 16, 17 e 18 e 23, 24 e 25 de julho), os Caminhos da Água trazem até à região uma diversidade de espetáculos culturais. Anabela Freitas, presidente da CIMT, refere que “chegamos ao tempo de voltar a promover o encontro da cultura entre os artistas, as comunidades locais, e os visitantes e turistas que procuram o nosso território”, pode ler-se em comunicado.

Este que é um projeto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER, tem em conta a atual situação pandémica, pelo que a maioria dos eventos são realizados em espaços ao ar livre, como praias fluviais, jardins, parques e praças dos centros históricos, naquela que pretende ser igualmente “uma promoção da nossa paisagem natural e patrimonial, bastante agradável e rica”.

- Publicidade -

As iniciativas no âmbito dos Caminhos da Água podem ser descobertas nos territórios de Abrantes, Alcanena, Ferreira do Zêzere, Mação, Torres Novas e Vila de Rei.

A Praia Fluvial de Ortiga vai acolher o espetáculo de Diogo Duro, comediante que promete alegrar o público com jogos divertidos com o seu espetáculo “Click to Click”. Foto: mediotejo.net

De 10 a 11 (Ferreira do Zêzere, Mação)

Logo na manhã do dia 10 pode contar com dois concertos para bebés dos Crassh Babies (9h45 e 10h45), a decorrerem na Sala polivalente do Centro Cultural, em Ferreira do Zêzere, e que pretendem proporcionar momentos únicos entre pais e filhos através de uma combinação única de percussão, movimento e comédia visual, em que tudo é pretexto para produzir som, com uma energia contagiante.

Ainda no dia 10 (17h), pode assistir na Praia Fluvial do Carvoeiro, em Mação, ao espetáculo de família “Heaven”, uma atuação de Daniel Gonçalves, como palhaço, num espetáculo que promete equilíbrio, manipulação de objetos e muito humor.

No dia 11 (11h30) o mercado da localidade de Areias (Ferreira do Zêzere) recebe “Dança na Praça” onde se cruzam vários estilos de dança com uma pitada de raiz erudita, acompanhados do timbre tradicional e de várias gerações numa combinação improvável e onde os maiores artistas são os da terra. Também no dia 11 (17h) mas na Praia Fluvial de Ortiga (Mação), o comediante Diogo Duro promete alegrar o público com jogos divertidos com o seu espetáculo “Click to Click”.

De 16 a 18 (Abrantes, Alcanena, Ferreira do Zêzere, Vila de Rei)

Neste fim de semana, o teatro tem o destaque, pois são vários os espetáculos que vão invadir as ruas. Pode contar com duas sessões de “Sin Remite”, um espetáculo de teatro e humor de Jean Ohilippe Kikolas, uma no dia 16 (21h30) na Praça da Ribeira da Vila, em Vila de Rei, e outra no dia seguinte (18h) na margem norte do Aquapolis, em Abrantes.

Daniel Gonçalves volta a mostrar o seu espetáculo “Heaven”, desta vez no dia 17 (21h30) no Parque da Ribeira da Vila (Vila de Rei), enquanto que a Trupe Fandanga apresenta “Onirotóptero”, um espetáculo de teatro de marionetas a decorrer no Jardim das Lagoas, em Alcanena, também no dia 17 (10h). A Trupe Fandanga dá ainda outro espetáculo de marionetas, em Abrantes, na margem norte do Aquapolis, no dia 18 (11h), desta feita apresentando “Qubim”, um espetáculo intimista, com marionetas de média e pequena escala, em que se quer dar especial atenção ao detalhe plástico e à paisagem sonora.

Ainda dentro do teatro, mas desta vez de rua, a companhia Teatro Só apresenta no dia 18 (19h), na Praça da Ribeira da Vila, em Vila de Rei, “Sorriso”, uma história de amor que não se inspira na morte heroica de Romeu e Julieta, mas sim na vida comum de um velho casal para quem o amor se consumou numa vida de sorrisos.

Dentro das performances de novo circo, Circ Panic demonstra com “Mira’T”, uma busca constante por equilíbrio, balançando, girando e dançando, a decorrer no dia 16 (22h) na Esplanada 1º de Maio, em Abrantes. Já a inovadora Mimo’s Dixie Band vai atuar por duas vezes no dia 17 no concelho de Ferreira do Zêzere, primeiro no Lago Azul (11h) e depois em Dornes (15h).

A música também não fica de fora pois há Concerto Comvida no dia 17 em Águas Belas (21h) e no dia 18 na Igreja Nova do Sobral (18h), ambos os locais em Ferreira do Zêzere. Já a Banda às Riscas, um grupo de animação de rua com um reportório de cariz tradicional e temas do imaginário coletivo e circense, vai estar no dia 18 (11h) pela Praia Fluvial dos Olhos de Água, em Alcanena.

O Dança na Praça desta vez vai no dia 18 (10h) até ao mercado de Chãos, em Ferreira do Zêzere.

A banda PAUS atua no Jardim das Rosas, em Torres Novas. Foto: Bons Sons

De 23 a 25 (Ferreira do Zêzere, Mação, Torres Novas)

Dentro do panorama musical, pode contar com as atuações da banda decenária Paus, no Jardim das Rosas em Torres Novas, no dia 23 (22h), e de Marta Ren, uma voz carismática da nova música portuguesa que também se vai fazer ouvir no Jardim das Rosas mas no dia 24 (22h). Igualmente no dia 24 (21h30), mas no Centro Cultural de Ferreira do Zêzere, sobe a palco “Àvariações”, um projeto de tributo a António Variações, que foi apresentado ao grande público no Teatro São Jorge em Lisboa no ano 2010, e que desde então nunca mais parou.

Um pouco mais cedo no dia 24 (16h), na Praia Fluvial de Cardigos, em Mação, a companhia Radar 360º apresenta “Pequena CircOOnferência”, um conferência sobre o circo, dedicada ao pequeno público, numa performance que flutua entre o rigor histórico da História do Circo Europeu, e a dimensão onírica de um historiador que aspira ser um artista de Circo. Às 19h, no Jardim das Rosas, os últimos habitantes de uma aldeia cujo nome se esqueceu e cujo território desapareceu vão estar suspensos num espaço frágil e em constante movimento, naquele que é um espetáculo para toda a família por parte da companhia Mandrágora.

“Baile dos Candeeiros” é outro espetáculo, desta vez de teatro para todas as gerações, levado a cabo pela companhia Radar 360º, sendo que no dia 24 (21h30), o Jardim Municipal de Mação é o lugar responsável por acolher este espetáculo inspirado nas despedidas em ambiente intimista, com uma luz ténue e ao som de música de baile, daqueles que partiam para a guerra colonial.

O Dança na Praça desta vez decorre no Beco (adro da Igreja de Sto. Aleixo), também em Ferreira do Zêzere, no dia 25 (16h).

Esta programação em rede já tinha arrancado com o projeto “Caminhos das Pessoas”, envolvendo os treze municípios do Médio Tejo e que através de várias ações previstas até junho de 2022 permite criar uma dinâmica entre as artes, o público, o âmbito social e a economia local, capaz de estimular a região através do turismo que é atraído pela procura de produtos culturais diferenciadores.

Um dos vários Jogos do Hélder, que desafiam miúdos e graúdos. Foto arquivo: David Belém Pereira/mediotejo.net

Para além do arranque do Caminhos da Água no Médio Tejo, prosseguem as iniciativas do projeto Caminhos das Pessoas, dias 10 e 11 de julho, na Praça Mouzinho de Albuquerque, em Ourém, com os Jogos do Hélder, que chegam para animar toda a família.

No dia 10, os Jogos do Hélder decorrem entre as 10h30/12h30 e as 16h00/20h00. Por sua vez, no dia 11, entre as 10h30/12h30 e as 16h00/19h00.

Também em Ourém, vai realizar-se até dia 30 de agosto, a iniciativa Retratos da Minha Terra, por Augusto Brázio.

Trata-se de um trabalho de fotografia a decorrer pelas lojas, que vai resultar numa exposição itinerante pelo centro histórico da cidade.

Os eventos estão sujeitos às normas de prevenção da covid-19 em vigor e com limitação de participantes.

Toda a programação está disponível em caminhos.mediotejo.pt 

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome