Médio Tejo: Ordem dos Arquitetos ativa hoje ‘site’ com ferramentas úteis aos cidadãos

Uma plataforma ‘online’ com ferramentas práticas de acesso aos arquitetos vai ser hoje ativada pela Ordem dos Arquitetos (OA), com o objetivo de levar a arquitetura ao quotidiano dos cidadãos, anunciou a direção daquela entidade.

PUB

No âmbito deste projeto, a OA organizou quatro concursos, um deles, já lançado, em novembro do ano passado, e que obteve 63 propostas, para a criação de duas casas nas ilhas Selvagens da Madeira.

Os outros três concursos vão ser lançados ao longo dos próximos meses. Um deles, na Área Metropolitana de Lisboa, tem como mote “Sobreviver”, para criar um plano de um cenário pós-catástrofe, no contexto da realidade sísmica da capital; o concurso “Ocupar”, para a região do Médio Tejo, está focado na relação entre o centro histórico de Abrantes e a cidade; e o concurso “Transformar”, nos Açores, é feito a pensar no crescimento do turismo local.

PUB

Num encontro com jornalistas na sede da OA, em Lisboa, Rui Alexandre, presidente do conselho diretivo regional sul da OA, explicou que o projeto – que decorre entre março e julho deste ano -, centra-se no trabalho dos arquitetos e no estreitamento da relação com o público.

O sítio ‘online’ www.escolha-arquitectura.pt vai reunir um conjunto de ferramentas como um diretório de arquitetos, um simulador de custos de obra e uma plataforma de encomendas, além de outros conteúdos informativos sobre concursos a serem lançados pela OA.

PUB

“A maior parte das pessoas não sabe que perguntas deve fazer ao arquiteto, quando pensa em fazer uma obra, e este ‘site’ tem como objetivo aproximar-se cada vez mais de públicos mais abrangentes”, justificou Rui Alexandre.

O projeto propõe um programa de ferramentas digitais, concursos, filmes, uma exposição e uma publicação com o objetivo de incentivar a compreensão, o acesso e a importância da arquitetura como garante da qualidade do espaço habitado.

O ‘site’ vai incluir um diretório de arquitetos com nomes de profissionais, especialização, anos de experiência, entre outras características do perfil, que qualquer cidadão pode procurar, de acordo com as necessidades da obra que pretende fazer.

Também inclui um simulador de custos de obra, na sequência de uma parceria com a Confidencial Imobiliário, uma marca de produção de indicadores de análise de mercado que apresenta uma estimativa do custo da obra.

O simulador tem como base um universo alargado de obras licenciadas, em construção ou concluídas nos últimos três anos nas áreas metropolitanas de Lisboa, Porto e Algarve.

Outra ferramenta do ‘site’ é a plataforma de encomendas, que tem uma interação com o Serviço de Concursos da OA, organizadora de concursos de arquitetura, e que também monitoriza concursos públicos e congrega informação a nível nacional e internacional.

 

O ‘site’ reúne ainda seis filmes com histórias de boas práticas que acabaram por ligar clientes aos arquitetos responsáveis por projetos realizados em Lisboa, Gerês, Grândola e Torres Novas.

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here