No Halloween não são só as bruxas que saem à rua. Saímos todos!

Halloween. Foto: DR

*com Cláudia Gameiro, Elsa Ribeiro Gonçalves, Joana Santos e Mário Rui Fonseca

PUB

Existe uma noite por ano em que as vassouras passam de utensílio doméstico a meio de transporte, o preto predomina, as abóboras iluminam-se e o terror passa a mote de diversão. A data celebra-se anualmente a 31 de outubro um pouco por todo o mundo e o Médio Tejo não é exceção. Deixamos algumas sugestões para que se divirta sem medo.

Bruxas, vassouras, gatos pretos, abóboras… isto diz-lhe alguma coisa? Sim, o Halloween está a chegar e pelo Médio Tejo já se penduram as teias de aranha e os morcegos para compor os cenários assustadores onde se realizam as iniciativas temáticas. No entanto, se acha que o terror carnavalesco e a folia aterradora apenas ocorrem no dia 31 de outubro está enganado.

A tradição é tudo menos portuguesa e, não, não surgiu nos Estados Unidos com o famoso “trick-or-treat” (doce ou travessura) que crianças e adultos repetem de porta em porta na noite de 31. A origem do Halloween (ou Hallowe’en) remonta a uma celebração do antigo calendário celta, o Samhain, associada ao fim do verão e das colheitas.

Por cá, as crianças vão “aos bolinhos” na manhã de 1 de novembro e os adultos divertem-se nas noites que lhe antecedem e que lhe sucedem. Se o Samhain durava três dias, entre 31 de outubro e 2 de novembro, o Halloween no Médio Tejo dura mais de uma semana e foi a pensar em todas as idades que reunimos informação sobre algumas iniciativas realizadas na região por estes dias em espaços públicos.

PUB

Na noite de sábado, 29, quem estiver pelo concelho de Abrantes pode divertir-se a partir das 21h00 na Sociedade Recreativa e Musical de Bemposta com uma noite de karaoke e os Djs Fininho e Didy. Noutro ponto do Médio Tejo, no Clube Instrução e Recreio, em Vila Nova da Barquinha, a festa faz-se pelas 21h30 com a atuação da Academia de Dança Moderna e Urbana da associação e a música eletrónica dos Djs Mc Tclimax e Addline.

A 31 de outubro, pelas 21h30, as teias de aranha já enchem o salão da Associação de Abrançalha e vibram com o ritmo dos Djs Peixinho e Slowmotion. Também no concelho de Abrantes celebra-se a data na Sociedade Artística Tramagalense, a partir das 22h00, com a música da banda Toc&Foge e a participação do projeto Viver a Música.

Neste dia as bruxas saem à rua no concelho do Entroncamento e algumas encontram-se no Centro Cultural, a partir das 21h30, para dançar com a música da Banda Dual Covers e decidir quem vence o concurso de mascarados. Outras rumam nas vassouras até à sede do clube União Futebol Entroncamento para o “jantar dançante” que começa às 20h00 e tem animação musical dos Fun2Rock.

Os gatos pretos andarão pela zona de Tomar, a partir das 22h00, e os pontos de encontro são a Associação Recreativa e Cultural de Além da Ribeira (Vale Venteiro), onde atua Elsio Nunes, e a Associação Cultural e Recreativa de Linhaceira com as bandas A Brigada, Cruz de Ferro e Bastardo.

Não são apenas os mais velhos que têm a desculpa do Halloween para se mascarar. Os mais novos podem mostrar os disfarces na Halloween Party que começa às 21h00 no Museu da Boneca, em Alcanena, e participar na decoração alusiva ao tema da noite. Quem estiver mais perto do Sardoal pode juntar-se às bruxas Clementina e Ermengarda na biblioteca municipal, a partir das 21h00.

PUB

A noite das “bruxinhas” também é celebrada, a partir das 20h00, na biblioteca municipal de Tomar com o peddy-paper por equipas “Caça às Bruxas: em busca da poção mágica” e não termina muito tarde porque o 1 de novembro é dedicado aos bolinhos. Bolinhos e não só pois as famílias podem ir visitar a exposição temática “Halloween” que fica patente a partir desse dia no Museu da Boneca, em Alcanena.

O “terror” continua à solta pelo Médio Tejo e no sábado, dia 4, vive-se a “Noite das Criaturas das Trevas” no Centro Ciência Viva do Alviela, Alcanena, em que alguns biólogos desvendam os segredos dos mitos e superstições associados aos animais noturnos a partir das 21h00.

Quem ficar com saudades da data e das celebrações pode sempre recordar, pelo menos, as abóboras num dos restaurantes aderentes do Festival Gastronómico que lhes é dedicado no concelho de Ferreira do Zêzere entre os dias 4 e 27 de setembro.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here