Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Há sete vagas para inspetores do trabalho na nossa região

A Autoridade para as Condições do Trabalho abriu concurso para admissão de 80 inspetores superiores do trabalho em diversas áreas e há sete vagas previstas para a nossa região, seis no Centro Local da Lezíria e Médio Tejo, sediada em Santarém, e uma na Unidade de Apoio em Tomar.

- Publicidade -

Conforme anúncio publicado no Diário da República de 6 de dezembro, para a capital do distrito existe uma vaga nas áreas de química e das tecnologias dos processos químicos, outra nas áreas de eletricidade e energia, eletrónica e automação, duas na área de construção civil e engenharia civil, uma na área de metalurgia e metalomecânica e ainda mais uma na área de produção agrícola e animal. A vaga prevista para Tomar é para um licenciado em engenharia civil e construção civil.

Segundo o anúncio, 18 postos de trabalho destinam-se a candidatos licenciados em direito, mas não há qualquer vaga prevista para a nossa região.

- Publicidade -

Para os 80 lugares disponíveis os candidatos têm de possuir licenciatura em cada uma das áreas a que concorrem. Além disso exige-se carta de condução de ligeiros, nacionalidade portuguesa, entre outros requisitos.

As candidaturas devem ser formalizadas mediante o preenchimento e submissão do requerimento disponível na página eletrónica da ACT (www.act.gov.pt/).

Este concurso encontra-se aberto pelo prazo de 15 dias úteis, a contar da data da publicação do aviso no Diário da República.

O Centro Local da Lezíria e Médio Tejo da ACT sediado em Santarém abrange os concelhos de Abrantes, Alcanena, Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Constância, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém e Sardoal.

A Unidade de Apoio ao Centro Local da Lezíria e Médio Tejo com sede em Tomar tem como área de jurisdição os concelhos de Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Ourém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome