Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Época balnear abre com limites de lotação nas praias interiores

As praias fluviais do Médio Tejo abriram oficialmente a sua época balnear na quarta-feira, 1 de julho, respondendo às medidas de prevenção da Covid-19 da Direção-geral de Saúde. As lotações estipuladas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) nem sempre são consonantes com os números avançados pelos respetivos municípios, apresentando um número inferior de veraneantes.

- Publicidade -

Segundo a página eletrónica da APA, a “capacidade potencial de ocupação das praias interiores, e praias de pequena dimensão, na região hidrográfica do Tejo e Oeste” é: Aldeia do Mato (Abrantes) de 220 pessoas, Fontes (Abrantes) de 80 pessoas, Castanheira/Lago Azul (Ferreira do Zêzere) de 60 pessoas, Cardigos (Mação) de 150 pessoas, Carvoeiro (Mação) de 300 pessoas, Agroal (Ourém) de 120 pessoas, Ribeira Grande (Sertã) de 570 pessoas, Troviscal (Sertã) de 450 pessoas, Alqueidão (Tomar), de 320, Alverangel (Tomar) não tem dados de lotação, Montes (Tomar) de 220 pessoas, Vila Nova – Serra (Tomar) de 470 pessoas, Bostelim (Vila de Rei) de 220 pessoas, Fernandaires (Vila de Rei) de 380 pessoas, Pego das Cancelas (Vila de Rei) de 230 pessoas, Penedo Furado (Vila de Rei) de 230 pessoas, e Zaboeira (Vila de Rei) de 120 pessoas.

As praias tem bandeiras verde, amarela e vermelha que indicam no local se a lotação da praia está ou não no limite. A APA lançou um aplicação, a “Info Praia”, que informa sobre a disponibilidade.

- Publicidade -

Cada praia tem medidas específicas de acesso, consoante os municípios. No Agroal, por exemplo, toda a praia estará vedada e o acesso é realizado por meio de pulseira.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. Pena não informarem as praias que estão interditas para obras. Estão neste caso, pelo menos, Bostelim e Penedo Furado. Neste fim de semana foi uma viagem em vão…

  2. A crítica não era pata o Méditejo.net, mas sim para que “gere” a aplicação “Info Praia” na qual as praias que referi aparecem como tendo Opcupação Baixa, dando a entender que estão disponíveis e com pouca gente. Outras há para as quais não têm informação disponível e na prática estão funcionais e com espaço…

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome