Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Encontro dos Museus debate caminhos para cidadania cultural plena

Dia 8 de novembro realiza-se o III Encontro dos Museus do Médio Tejo. O seu palco será o auditório Dr. Júlio das Neves, no Instituto Politécnico de Tomar (IPT), também com transmissão online, com um programa que decorrerá ao longo de todo o dia para debater e dar a conhecer a potencialidade museológica e educativa existente na região do Médio Tejo.

- Publicidade -

Reconhecendo as instituições culturais como campo educativo e as instituições educativas como polos culturais (Carta do Porto Santo, 2021), a Rede de Museus do Médio Tejo subordina este ano o encontro ao tema “Museus e Educação”.

A Rede de Museus do Médio Tejo (RMMT) promove assim o debate no âmbito da comunidade, educação e cultura. Para o efeito serão apresentadas experiências nacionais e internacionais por equipas de museus, investigadores e museólogos a fim de discutir que papel poderão ter os museus na travessia para um novo paradigma de ação concertada entre agentes culturais, educativos (formais/não-formais) e científicos, visando garantir uma cidadania cultural plena.

- Publicidade -

O III Encontro dos Museus do Médio Tejo é acreditado para pessoal docente e pessoal não docente e conta com organização da Rede de Museus do Médio Tejo, Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e Instituto Politécnico de Tomar.

Marcará presença na sessão de abertura do evento um representante da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, João Freitas Coroado, na qualidade de presidente do Instituto Politécnico de Tomar, Margarida Moleiro, da Rede de Museus do Médio Tejo, e ainda um representante do Departamento de Museus e Conservação da Direção Geral do Património Cultural.

A conferência inaugural, às 10:00, vai incidir sobre o Plano Nacional das Artes em Ação e no Terreno, com o primeiro painel a ter como mote “Os serviços educativos dos museus numa era de protesto”, com relatos e testemunhos como sejam “Experiências locais da implementação do Plano Nacional das Artes (PNA) em Torres Novas, rumo a uma cidadania cultural plena”, entre outros.

“Recuperando laços e afetos: Museus e público escolar em tempos de desconfinamento” é o mote para o 2º painel que tem início previsto para as 11:15 e que vai contar com intervenções sobre o “Museu Nacional Ferroviário – novos tempos, novos públicos, novas estratégias: passámos a viver à distância do mundo que conhecíamos”, o “Museu Municipal de Ourém – O projeto educativo do Museu Municipal de Ourém, o desafio de mediar e formar públicos”, e o “Museus de Abrantes – “Nós, os Almeidas”: Quando o Museu e a Escola dão as mãos”, seguido de debate.

O 3º painel, com início marcado para as 14:00, vai debater a “Relação Museus-Ensino Universitário: Parceiros de sempre à procura de novos sentidos”, cabendo a intervenção inaugural ao “Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo – A disputa entre musas e sereias: relembrar conceitos e vocações”.

Neste tema serão ainda alvo de destaque o “Museu Agrícola de Riachos – MurArte: valorização e salvaguarda das Pinturas Murais de Riachos e OPExCATer”, o “Museu Municipal Carlos Reis – Parcerias de investigação e ciência no sentido da melhoria da construção do que é ser e fazer museu”, seguido de debate.

O 4º painel vai abordar o “Museu como meio e ferramenta de ação e educação de e para as comunidades”, começando, às 15:00, com o “Museu Agrícola Riachos – Experiências, criatividade e projeto museológico integrado”, seguido do “Museu dos Rios e das Artes Marítimas – O museu como meio e ferramenta de ação e de educação de e para as comunidades”, da “Valorização de oferta e qualificação de equipamentos: o Roteiro Museológico de Tomar” e, antes do debate, João Pinto Coelho abordará a temática “Museus, memória social e processos identitários – Pressupostos e dinâmicas criativas”.

A conferência de encerramento está prevista para as 16:30, com intervenções de Mário Moutinho, Margarida Moleiro (RMMT) e Eunice Lopes (IPT).

O evento ocorrerá em formato híbrido (presencial no IPT, auditório Dr. Júlio das Neves, sala O106) e também com transmissão online na página de facebook da Rede de Museus do Médio Tejo e no canal do IPT no Youtube 

Inscrições AQUI ou através do endereço: www.encontromuseusmediotejo.ipt.pt

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome