- Publicidade -

Sábado, Janeiro 22, 2022
- Publicidade -

Médio Tejo | Três dias e uma noite para (re)descobrir os museus da região

A 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus celebra os 40 anos da sua criação pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus. Por todo o país, alguns abrem as portas gratuitamente, outros saem delas e o Médio Tejo não é exceção. Apresentamos as iniciativas que se realizam entre esta quinta-feira e o dia 20 de maio, data em que se assinala a Noite Europeia dos Museus.

- Publicidade -

O tema definido para a edição deste ano foi “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus” e diversos concelhos da região pegaram no mote de formas muito variadas. Aos espólios museológicos que podem ser visitados gratuitamente juntam-se gravuras rupestres, tango, religião, palestras, cinema, música, estrelas e exposições.

As comemorações do Dia Internacional dos Museus realizam-se no dia 18 nos concelhos de Abrantes, Alcanena, Entroncamento, Ourém, Torres Novas e Vila de Rei. Em Abrantes, o Museu D. Lopo de Almeida recebe as VI Jornadas do MIAA – Museu Ibérico de Arqueologia e Arte, com diversos painéis de oradores durante a manhã, a partir das 10h00, e uma visita guiada pelas 14h30. Esta edição reveste-se de simbolismo ao homenagear a título póstumo o responsável pela criação do museu e seu primeiro diretor, Diogo Armando da Silva Oleiro.

- Publicidade -

No concelho de Alcanena, o Museu de Aguarela Roque Gameiro propõe entradas e visitas guiadas gratuitas durante o horário de funcionamento. O mesmo acontece no Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento, que celebra neste dia o seu segundo aniversário. A viagem museológica tem início às 13h00 com a abertura de portas e inclui paragens num momento reflexão integrado no IGNITE Portugal sobre formas de promover o MNF dentro e fora de fronteiras, às 18h30, numa Milonga Ferroviária com workshop de iniciação ao tango pela associação “Lisboa em Tango” e espetáculo, a partir das 20h30.

Por Ourém são dois os museus que se associaram à iniciativa lançada pelo organismo da UNESCO e apostaram num programa conjunto. O Museu Municipal de Ourém e o Consolata Museu – Arte Sacra e Etnologia propõem a “Rota dos Pastorinhos entre Fátima e Ourém” com visitas guiadas às casas dos três pastorinhos (Aljustrel), ao Consolata Museu, aos antigos Paços do Concelho de Ourém, à Casa do Administrador e ao Memorial Jacinta Marto no Cemitério Municipal de Ourém.

- Publicidade -

Proposta diferente é a do Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, que convida o público a entrar e conversar sobre o tema “The unspeakable, como contar as histórias difíceis nos museus?”, pelas 14h30. Conversas e outras atividades também estão previstas em Constância, no Museu dos Rios e das Artes Marítimas, que prolonga as comemorações até dia 19. O mesmo acontece em Vila de Rei, onde a data é assinalada a 18 no Museu Municipal e a 19 no Museu da Geodesia.

O primeiro local recebe, a partir das 15h00, a inauguração da exposição de fotografia “Aquedutos de Portugal” e a palestra “Água, Património e Turismo”, ambas com Pedro Inácio, e uma sessão de cinema infantil com o filme de animação “Vaiana”, de Ron Clements e John Musker, às 16h30. No dia 19, pelas 21h30, realizam-se no segundo local uma palestra com Máximo Ferreira e uma Observação Astronómica promovida pelo Centro de Ciência Viva de Constância.

No dia 20, as atividades passam a integrar a Noite Europeia dos Museus, criada pelo Ministério Francês da Cultura e Comunicação em 2005. O “Dia” continua a ser comemorado em Mação e Tomar e a “Noite” dura até tarde noutros três concelhos Em suma, o próximo sábado começa com um passeio pedestre e termina com um concerto numa capela.

O passeio pedestre é proposto pelo Museu de Arte Pré-Histórica de Mação, ponto de partida para a visita guiada ao vale do Ocreza que começa às 08h00 e tem passagem pelas gravuras no percurso de 14km. Mais curto é o trajeto no interior da galeria NAC.2, situada no Edifício Municipal de Turismo de Tomar, onde passa a estar patente a exposição “Vinte Retratos”, integrada nas comemorações do 13.º Aniversário do NAC.

As portas dos museus abrem depois de jantar em Alcanena, Ourém e Torres Novas. No Museu de Aguarela Roque Gameiro, em Minde, as atividades apelam aos sentidos das 21h00 à meia-noite com “Os Urban Sketchers e o Ninhou”, “Museu com Música”, “Uma roca e um café” e “Vamos pintar a manta”.

Entre as 21h30 e os últimos minutos de dia 20 é o Consolata Museu – Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, que assinala a Noite Europeia dos Museus com uma “Visita Guiada à Luz da Lanterna com momentos musicais surpresa”, em que participa a fadista Luísa Vilas Boas. O programa do Médio Tejo termina à uma da manhã de dia 21 com o fecho de portas do Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas. O espaço abre ao público pelas 21h00 e propõe um concerto na capela à meia-noite com o dueto “The Tumble Reeds”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome