Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Médio Tejo | Delegada de Saúde Pública do ACES é a “Profissional do Ano” para os rotários de Tomar

Maria dos Anjos Esperança, médica e coordenadora da Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo, foi distinguida “Profissional do Ano” pelo Rotary Club Tomar Cidade numa cerimónia por videoconferência, no dia 20 de janeiro. Segundos os rotários, a Delegada de Saúde Pública “tem desenvolvido um trabalho comunitário exaustivo e fundamental, com grande espírito de sacrifício e eficiência, coordenando os serviços médicos e logístico no combate a epidemia COVID-19 em benefício da população”, afirmando ser “uma grande honra e privilégio, para todos os residentes, poder contar com a sua amável dedicação e profissionalismo”.

- Publicidade -

Em nota enviada pelo Rotary Club Tomar Cidade, refere-se que o presidente do clube, José Ribeiro Mendes, aproveitou a sessão para salientar algumas das características do contexto profissional de hoje “um gestor de complexidades e mudanças em que o médio prazo é o dia seguinte e o longo prazo são 8 dias; onde é necessário ter flexibilidade e adaptabilidade; em teletrabalho; onde o exercício físico e a alimentação têm um papel preponderante; os conceitos de mobilidade versus acessibilidade têm que ser clarificados; o acesso universal à Internet como um direito fundamental tem que ser pensado; existir o direito a desconectar-se da Internet e; finalmente; ser dada especial atenção à saúde mental pelas alterações que acontecem a uma velocidade estonteante”.

“Discretamente e com bom senso, a Dr.ª Maria dos Anjos Esperança tem assegurado a transformação digital com uma pandemia em curso maximizando o possível bem-estar dos cidadãos”, sublinhou José Ribeiro Mendes.

- Publicidade -

Por sua vez, o presidente dos serviços profissionais do clube, Benjamim Kuzer, disse que Maria dos Anjos Esperança é “uma profissional de excelência, afável, com grandes qualidades humanas e sempre disponível nas funções que desempenha, tanto para a comunidade como para os seus pares, nunca medindo esforços no sentido de exercer com grande profissionalismo, dignidade e grande dedicação em prol da nossa comunidade, tanto nestes tempos muito difíceis que nos encontramos, como durante todo o seu percurso profissional”.

Kuzer referiu ainda que a profissional de saúde “tem desenvolvido um trabalho comunitário exaustivo e fundamental, com grande espírito de sacrifício e eficiência, coordenando os serviços médicos e logístico no combate a epidemia COVID-19 em benefício da população da qual é responsável e aos profissionais de saúde que necessitam da sua preciosa ajuda. É uma grande honra e privilégio, para todos os residentes, poder contar com a sua amável dedicação e profissionalismo”.

Foto: DR

Também na iniciativa a vice-presidente do clube, Luísa Oliveira, apresentou uma nota biográfica da homenageada e enfatizou o trabalho desenvolvido na área da educação, enquanto António Alexandre, representante do clube ao Portugal Rotário, referiu já conhecer a homenageada “desde o século passado, quer em termos pessoais quer em termos profissionais, reconhecendo-a como uma excelente profissional, fora de comum, sempre a decidir, como hoje no contexto da pandemia covid-19, como profissional ativa, direta e objetiva na defesa da saúde pública. Com eficácia e com uma enorme capacidade de trabalho. Como Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tomar teve oportunidade de aprofundar o conhecimento confirmando as suas qualidades para atuar, a qualquer hora, querendo manifestar o reconhecimento e agradecimento. Um exemplo de excelência como pessoa e como profissional”.

Na cerimónia, o Rotary Club Tomar Cidade surpreendeu a homenageada com a participação inesperada do seu filho, Jorge Esperança, que disse ser “comovente, emocionante e ter muito orgulho em ouvir as palavras ditas sobre a sua mãe”, tendo feito dois agradecimentos à mãe “como profissional e pessoa dedicada e empenhada no que acredita, e à mãe que tem. Que a mãe se dedica a 300% …que dá sempre mais e há sempre algo mais a dar. Orgulho é uma palavra pequenina para descrever o sentimento que tem. Um beijinho muito especial”, disse.

Por seu turno, Henrique Gomes de Almeida, presidente da Comissão de Rotary Foundation, considerou que “um profissional ser homenageado por outros profissionais só pode ser por ter mérito absoluto”, tendo indicado que Maria dos Anjos Esperança tem três nomes muito significativos, “mãe de Maria, cercada pelos Anjos, com Esperança no futuro no seu trabalho e nos seus pares de saúde”, e que por isso se associou à homenagem “justa e escolhida por unanimidade”.

Já a presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, subscreveu na íntegra esta homenagem “merecida” a que se associou desde a primeira hora.

“O ter sido deliberado por unanimidade reconhece a pessoa e o trabalho. Ninguém imagina o stress a que está sujeita a Dr.ª Maria dos Anjos Esperança desde há um ano atrás. Receber um ‘miminho’ destes sabe muito bem. Sabemos o quão importante as pessoas são para nós e quão importante é o nosso trabalho para a comunidade. Este miminho é muito merecido. Tivemos muitas vezes conversa pelas 3 da manhã sabendo bem o stress que se passa nestas funções. O profissionalismo da Dr.ª Maria dos Anjos Esperança já é conhecido no país – muitos presidentes de Câmara e de outras entidades me referem a excelência que temos na coordenação do ACES do Médio Tejo”.

“Estamos muito bem servidos em matéria de saúde pública, com pragmatismo e rapidez na atuação, incutindo sempre a perspetiva que cada um de nós é um agente de saúde pública e que deve fazer o seu respetivo trabalho. É um gosto trabalhar com a Dr.ª Maria dos Anjos Esperança. Parabéns pela homenagem”, concluiu.

Foto: DR

Maria dos Anjos Esperança mostrou-se muito emocionada, referindo que “muito do êxito referido também se deve a uma equipa que muito a orgulha tendo por exemplo conseguido que a Unidade de Saúde pública do Médio Tejo fosse a primeira a ser acreditada e onde trabalham profissionais de excelência”.

“Estamos em tempo de pandemia, tempo difícil, tempo de olhar pelas crianças, pelos profissionais no ativo, pelos idosos, por todos e em que a colaboração na prevenção da doença é fundamental. Ficou muito emocionada com o facto de o meu filho estar presente, tendo sido a maior surpresa tida nos últimos anos”, disse, agradecendo também ao marido, ao filho e nora que “a acompanham sempre, como uma família muito unida”.

Maria dos Anjos Esperança sublinhou ter sido bolseira de mérito do Rotary International, durante 4 anos em que frequentou o ensino primário no colégio Rainha Santa Isabel, em Coimbra, após ter ficado órfã de pai.

Também estiveram presentes e endereçaram votos e saudações à homenageada o membro rotário Hugo Costa, Paulo Diogo, presidente eleito para o próximo ano, e o presidente do Rotary Clube de Abrantes, Joaquim Melo dos Santos, bem como o Governador Assistente, Júlio Miguel, e o Past Governador Mário Rebelo.

O Rotary International, segundo o Governador Distrital, Roberto Carvalho, afirma que uma das suas prioridades passa pela “prevenção e tratamento de doenças”, associando-se por isso a esta homenagem à coordenadora de Saúde Pública do ACES do Médio Tejo.

Lembrou que nesse dia fazia um ano que na convenção internacional, estava em San Diego, nos EUA, onde se definiu o lema “Rotary Abre Oportunidades”.

“De facto, nesta pandemia, temos ajudado famílias, alunos e tantos outros que estão em dificuldades. Rotary também é companheirismo, emoções e afeto, tivemos tudo isso nesta homenagem através da presença do filho da homenageada. Ter sido bolseira de Rotary é algo que muito nos orgulha por vermos a importância que uma bolsa pode ter na ajuda à vida de uma pessoa num momento tão marcante”, afirmou o governador, deixando “quatro palavras finais: resistência, resiliência, flexibilidade e adaptação”.

Da parte do Rotary Club Tomar Cidade ficou o compromisso de, quando possível, fazer entrega de diplomas e homenagem presencial a Maria dos Anjos Esperança. Ainda assim, em contexto de distanciamento, foi entregue um ramo de flores à homenageada, depois de uma “sessão merecida, simples, bonita, emotiva …parabéns à Drª Maria dos Anjos Esperança”, termina o RCTC.

Maria dos Anjos Esperança tem sido a porta-voz da Saúde Pública na região neste momento de crise, mas salienta o trabalho de informação e prevenção da restante equipa. Foto: DR

Maria dos Anjos Gomes Marques Esperança, nasceu em Figueiró dos Vinhos em 31 de Julho
de 1956. Licenciada em Medicina pela Universidade de Coimbra em 1981, após a conclusão do Curso de Medicina ingressa, com a classificação de 87% na Especialidade de Saúde Pública conclui em Junho de 1989 com a classificação final de Bom.

Em 1987 conclui o Curso de Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública com a nota de 15 valores, sendo especialista em Saúde Pública desde 1989.

Autoridade de Saúde substituta e Delegada de Saúde do Concelho de Tomar desde 1991, tem sido coordenadora de vários programas do Centro de Saúde desde esse ano.

Entre demais feitos no seu currículo, integra a Autoridade de Saúde do ACES Médio Tejo desde 2013, sendo também Orientadora do Internato Complementar de Saúde Pública do ACES Médio Tejo e responsável por vários projetos na Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo desde que foi constituída e que concluiu o processo de acreditação da DGS em 2018.

É Coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo desde Outubro de 2018.

Aguarda nomeação efetiva enquanto Conselheira do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).