Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Médio Tejo – Crónica Global”, por Armando Rebelo

Nesta nova e aliciante faceta, de me apresentar aos leitores como simples cronista, neste Site de grande referência, que é nosso Médio Tejo e não só, irei hoje referir alguns sentimentos que nesta época festiva, próxima do um grande evento que foi a celebração no passado 22 do Dia da Terra, momento esse, em que foi assinado o recente acordo da Cimeira de Paris, sobre o Clima.

- Publicidade -

Neste grande Fórum participaram cerca de 200 Nações deste nosso Globo e o mesmo tinha como finalidade travar de forma célere o aquecimento deste nosso Planeta. Muito se questionou, face a um poderio económico global, que tem ditado a seu belo prazer as suas leis, face a um poder politico que desta vez, no geral, se mostrou empenhado em travar as missões de CO2, de forma significativa para um limite abaixo dos 2 graus Celsius, por forma a induzir o elevado aquecimento global que, a médio prazo, nos levaria a valores onde a vida na Terra seria impossível.

Neste consenso de Esperança, onde a União Europeia e mais 195 Países deste Planeta se comprometeram a tomar grandes medidas politicas, face ao poder económico, que terá que ser controlado, implicando confrontos com os poderosos lóbis onde o ganho está acima de tudo. Mas a verdade é que nesta Cimeira de Paris, nasceu um acordo, embora frágil, que poderá mudar grandes estratégias, a rever até 2020, altura em que entrará em vigor na sua total plenitude. Relembro e afirmo como é frágil este Espaço que habitamos e quantas atrocidades nós já temos cometido?

- Publicidade -

Não mudando completamente de assunto, aqui na nossa Região, embora o Ambiente se mantenha por vezes instável, existem dois factos antagónicos que gostaria de referir. Primeiro caso: Como foi possível a construção de um travessão a ligar as duas Margens do Tejo, impedindo assim a normal circulação da água, com todos os aspetos gravosos para as populações Ribeirinhas, e também para as espécies piscícolas, no antigo normal leito do Tejo. Tanto quanto sei, esta foi uma obra da Central Termo Elétrica do Pego há já algum tempo. Consequências? Serão decerto graves e iremos estar atentos, à forma de atuação da Agência Portuguesa do Ambiente, nesta matéria. A notícia chegou-nos através da Protejo, Movimento Defensor deste Rio que alarmada descrevia este facto, deveras lamentável. Tanto quanto sabemos a situação, evolui de forma positiva com uma abertura de um canal de passagem para a flora e a fauna piscícola e outras alterações positivas, estão em marcha. Veremos o que vai acontecer no futuro.

Passamos agora a referenciar por último e como facto altamente positivo, noticiado já algum tempo e que nos esclareceu, que irá surgir em Constância, um grande empreendimento que terá o nome Villa Tejo Nature e Spa Hotel, um esforço económico, que pretende além da preservação ecológica de todo este espaço fantástico, integrar no próprio ambiente natural, junto dos Rios Zêzere e Tejo, uma infraestrutura ímpar, cujo imenso valor foi demonstrado tecnicamente e onde teremos, naquela zona, um lugar privilegiado para todos, assim o entendam as Tutelas e o próprio Novo Governo, de uma enorme mais-valia, para toda esta Região e não só, direi mesmo o País.

Começamos com Esperança a falar do clima, passamos com mágoa à maculação do Rio Tejo, agora com algumas melhorias, esperemos e terminamos ansiosos de ver inaugurar um projeto privado, que realmente contempla uma envolvente ecológica de forma altamente respeitável.

Vivemos num Planeta de disparidades e seremos todos desde sempre e para sempre responsáveis, pela sua manutenção equilibrada ou pela sua destruição, que esperamos nunca venha a ocorrer.

A Terra é só uma e é de todos nós, os seus Habitantes.

Nasceu em Tomar em 1945. Jornalista reformado, colaborou com diversos órgãos de comunicação social regionais e nacionais, onde foi repórter, redator gráfico, bem como locutor e realizador de TV no Canadá.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome