- Publicidade -

Médio Tejo | Concertos recebem 2017 e os Reis até ao final do mês

O ano de 2017 faz parte do nosso dia-a-dia há cerca de uma semana e por todo o Médio Tejo prepararam-se iniciativas para dar as boas-vindas a ambos em igrejas, sedes de associações e cineteatros municipais com propostas que se prolongam pelo mês de janeiro. Apresentamos o roteiro da região, onde se irá ouvir um pouco de tudo, desde música medieval a bandas filarmónicas, sem esquecer os tradicionais cantares dos Reis.

- Publicidade -

A chegada de 2017 foi celebrada em espaços públicos com concertos ou em família. Abriu-se o champanhe, comeram-se as passas, fizeram-se planos e pediram-se desejos. No entanto, se julga que a festa terminou está enganado. O Médio Tejo decidiu dar uma semana de folga para que todos recuperassem e juntou as boas-vindas ao novo ano com a receção aos Reis Magos, que chegaram esta sexta-feira.

Ambos são recebidos durante o mês de janeiro com um conjunto de iniciativas em igrejas, sedes de associações e cineteatros municipais entre os dias 7 e 21. Este fim-de-semana é o ponto alto e os espetáculos começam na tarde deste sábado, às 16h00, com o XXXI Concerto de Reis organizado pela Canto Firme na Igreja de S. João Baptista, em Tomar. O Coro Misto da associação junta-se ao Coro Vozes Brancas e à Orquestra de Cordas para encerrar as propostas musicais do programa “Cantar Natal”.

- Publicidade -

Os Reis chegam à noite, a partir das 21h00, a Ferreira do Zêzere preparados para ouvir a tradição no Encontro de Cantares dos Reis que tem lugar na sede da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Chãos. A iniciativa realiza-se pela primeira vez de forma descentralizada e conta com a atuação de diversos grupos de reiseiros do concelho.

Baltazar, Belchior e Gaspar são recebidos à mesma hora nas Limeiras, em Vila Nova da Barquinha, com concertos de duas bandas filarmónicas e uma atuação surpresa. A sede do Centro Cultural e Desportivo Limeirense dá-lhes as boas-vindas com a Banda Filarmónica de Alvega e a Banda da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha.

Uma vez agraciados os Reis, a música torna-se anfitriã em Abrantes e Alcanena pelas 21h30 e acolhe o Ano Novo com três propostas diferentes. A Igreja de São Vicente e a sede da Sociedade Artística Tramagalense (S.A.T.), no primeiro concelho, propõem um repertório que varia entre as obras do compositor alemão Robert Schumann e a música portuguesa (da ligeira ao fado).

O espetáculo no monumento religioso junta o pianista Adriano Jordão e o Quarteto Arabesco, formado por Denys Stetsenko (violino), Raquel Cravino (violino), Lúsio Studer (violeta) e Ana Raquel Pinheiro (violoncelo). Por sua vez, Bruno Mira, Bruno Ricardo, Ana Rita Lima, Joana Cota, João Tomé, Vanessa Ribeiro, Rui Miquelis e Catarina Cardeta são alguns dos artistas que atuam no espaço associativo do Tramagal.

As boas-vindas a 2017 nesta noite ficam completas com o concerto da Banda da Sociedade Musical Mindense no Cine-Teatro Municipal de Alcanena e o novo ano tem a manhã de domingo para se preparar para os dois eventos que lhe são dedicados nessa tarde, a partir das 16h00.

A vila de Constância recebe-o no Cine-Teatro Municipal ao som da música medieval e renascentista e declamações musicadas de poemas (sefarditas, Camões e Alexandre O’Neill) do grupo TINTINNABVLVM. Em Ferreira do Zêzere, a receção é feita na sede da Associação Cultural de Melhoramentos, Desportiva e Bem Estar Social de Paio Mendes com a Associação Recreativa Filarmónica Frazoeirense e o Grupo Coral de Ferreira do Zêzere.

As iniciativas continuam na semana seguinte e a primeira sexta-feira 13 do ano (há outra em outubro) é dia de sorte para os Reis Magos quando passarem por Mação às 19h00 para ouvirem os cantares que lhe são dedicados pelo Grupo Cultural “Os Maçaenses”. O concelho também recebe o Ano Novo no domingo, dia 15, com o concerto promovido pelo FirMação – Conservatório de Música de Mação na Igreja Matriz da vila, a partir das 16h30.

Antes de ali chegar, 2017 passa primeiro pela Igreja Matriz de Vila de Rei, onde é esperado por dois coros de alunos do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei (Ensino Articulado de Música e Atividades Extracurriculares) acompanhados pelas orquestras Clássica e Tradicional da Escola de Música do concelho.

O programa de boas-vindas termina no sábado, dia 21, na aldeia da Serra (Mação) com mais uma sessão de cantares dos Reis organizada pelo Centro Recreativo e Cultural de Queixoperra. Cabe à Associação Recreativa e Cultural da Serra e outros grupos de Mação fazerem a despedida e reforçarem a vontade dos Reis Magos em regressar ao Médio Tejo em 2018.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).