Médio Tejo | Comunidade leva música e prendas ao doentes do Centro Hospitalar

Comunidade leva musica e prendas ao doentes do Centro Hospitalar. Foto: CHMT

O Dia Mundial do Doente, que se celebrou no passado dia 11 de fevereiro, foi assinalado no Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, nas suas três Unidades Hospitalares: Abrantes, Tomar e Torres Novas. A sociedade civil deu espetáculos musicais em Tomar e Torres Novas e, em Abrantes, um grupo de alunos da Escola Básica e Secundária Dr. Manuel Fernandes visitou o serviço de Neonatologia e deixou prendas às crianças da unidade pediátrica.

Na Unidade Hospitalar de Tomar a atuação  do Coro Vocal Ensemble, da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, mais uma vez presenteou doentes e profissionais com vários temas musicais interpretados pelos jovens da Escola Artística. Do reportório apresentado destaca-se a interpretação de algumas obras do Compositor Tomarense Fernando Lopes-Graça.

Em Abrantes a data foi assinalada com a visita dos alunos da Escola Básica e Secundária DR. Manuel Fernandes ao serviço de Neonatologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo. Ali, as crianças puderam ver a utilização do equipamento que ofereceram a este Serviço, no âmbito do projeto DOAR. Para além da balança que já tinham oferecido ao Serviço de Neonatologia, as crianças, com idades entre os 5 e aos 7 anos, levaram material didático e de lazer que deixaram no espaço da consulta externa pediátrica desta unidade hospitalar e que servirá para entreter as crianças que recorrem a este Serviço.

PUB

Na Unidade Hospitalar de Torres Novas, o Dia Mundial do Doente foi assinalado com a atuação do Charales Chorus – CAORG – Minde, que proporcionaram um momento musical muito apreciado pelos profissionais e doentes que tiveram oportunidade de assistir a esta atuação.

Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, EPE, agradeceu a presença das diferentes Instituições que participaram nestes momentos nas três unidades do CHMT sublinhando que “esta é uma Casa de portas sempre abertas para vos receber”, na medida em que a presença de diferentes grupos culturais da sociedade civil proporcionam “momentos muito especiais quer aos nossos doentes, quer aos nossos profissionais que todos os dias concretizam os valores do Serviço Nacional de Saúde”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here