- Publicidade -
Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

Médio Tejo | Comissão de Utentes quer saber do estado da Saúde Pública

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo solicitou uma reunião com o Coordenador da Unidade de Saúde Pública (USP) do ACES Médio Tejo com o objetivo de se “inteirarem sobre as actividades da USP do Aces Médio Tejo e, de alguma forma, poder dar um contributo para a melhoria da qualidade de vida das populações”.

- Publicidade -

Em comunicado, pode ler-se que os utentes querem saber se “a Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo já foi informada sobre o problema de saúde pública resultante da poluição atmosférica e de cursos hídricos e se já foi pedida a sua intervenção por alguma entidade pública ou privada”.

A Comissão de utentes questiona ainda se “está previsto algum rastreio e monitorização (principalmente de patologias respiratórias) para os habitantes e para os trabalhadores das empresas das zonas mais afectadas, especialmente as que são apontadas como fontes poluidoras”.

- Publicidade -

Segundo a Comissão de Utentes, “persiste a poluição atmosférica e hídrica nos cursos hídricos no rio Tejo e afluentes, em Alcanena, Ferreira Zêzere e outros locais. Trata-se de uma situação que, ao longo dos anos, vem afectando as populações envolventes e toda a cadeia alimentar”, sublinham no documento.

Os utentes recordam que “na extensão territorial abrangida habitam e exercem a sua actividade mais de duas centenas de milhares de cidadãos. Nas áreas mais críticas encontram-se escolas, zonas habitacionais e actividades industriais e comerciais com grande procura e com milhares de trabalhadores”.

Embora admitam que “da parte do Ministério do Ambiente, das autarquias e de grupos de cidadãos tem havido algumas diligências”, a Comissão de Utentes considera que tem sido “sem resultados práticos, no sentido de ultrapassar os problemas existentes. Até ao momento, não conhecemos qualquer iniciativa da parte das entidades responsáveis pela saúde pública”, referem.

Relativamente à sinistralidade rodoviária, os utentes dizem que “se registam na região dados muito preocupantes” e por isso querem saber se “está prevista alguma campanha de sensibilização contra a sinistralidade rodoviária”, conclui o comunicado.

A reunião com o Coordenador da Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo ainda não tem data agendada, tendo a CUSMT reunido já com a administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e com a diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo.

Nesse sentido, e para dar conta dos resultados das reuniões de trabalho já efetuadas, a CUSMT anunciou a divulgação dos mesmos para conferências de imprensa a realizar em Torres Novas, Abrantes e Tomar nos dias 15, 16 e 17 de novembro, respetivamente.

As mesmas realizar-se-ão às 18:00 na Casa Sindical de Torres Novas (dia 15), na Junta de Freguesia de Rossio ao Sul do Tejo (dia 16), e em frente à USF de Santa Maria (dia 17).

Na ocasião, a Comissão de Utentes dará também informações sobre o 13º Encontro Nacional de Comissões de Utentes, que se realiza este ano no Médio Tejo, na cidade do Entroncamento, no dia 25 de novembro.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome