Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Cinco concelhos sobem no Rating de Qualidade de Vida, Vila de Rei e Constância lideram

Dois concelhos de média dimensão (Ourém e Torres Novas) e três de pequena dimensão (Alcanena, Constância e Vila de Rei) foram os únicos que, na região do Médio Tejo, registaram subidas no Rating Concelhio de Qualidade de Vida desenvolvido anualmente pela Marktest.

- Publicidade -

O destaque vai para Constância que sobe do 33° lugar em 2017 para a 13ª posição, com a mesma pontuação de Vila de Rei, concelho que reforça a sua posição no top 20 a nível nacional, passando, do 18º lugar em 2017, para a 14ª posição.

Constância e Vila de Rei lideram ranking da Marktest em qualidade de vida no Médio Tejo. Foto: DR

- Publicidade -

O Rating Concelhio é um conceito desenvolvido pela Marktest, que permite dar uma notação a cada concelho em função de um conjunto de indicadores base, permitindo assim identificar as áreas mais fortes através dos diversos ratings disponíveis.

Para a elaboração do Rating Concelhio, a Marktest baseia-se em fatores como a água segura para consumo, percentagem de resíduos urbanos recolhidos por recolha seletiva, equipamentos de saúde, recursos culturais, despesas camarárias em cultura e número de escolas.

Para a definição da tabela, entram outros fatores, mais exógenos, como a amplitude térmica média, proporção de área ardida, taxa de mortalidade infantil, taxa de criminalidade, taxa de sinistralidade rodoviária, estabelecimentos comerciais per capita e capacidade de equipamentos de segurança social per capita.

Vila de Rei é um dos municípios que apresenta melhor qualidade de vida no ranking da Marktest. Foto: DR

Além de Constância e Vila de Rei, os outros três concelhos do Médio Tejo que sobem nesta tabela são: Torres Novas (do 125° para 95°, uma subida de 30 lugares), Alcanena (passa do 101° para o 67°) e Ourém (sobe do 98° para o 64°), estes dois últimos com um salto de 34 lugares.

O Concelho pior classificado neste Rating é Tomar que desce do 250° lugar para o 254°. Mas a queda maior no último ano foi a de VN Barquinha que desce da 81ª posição para a 219ª.

Quedas mais suaves registaram pequenos municípios como Ferreira do Zêzere (de 37° para 45°), Mação (de 38° para 54°) e Sardoal (de 48° para 53°). A meio da tabela está Abrantes, que baixou da 50ª posição para a 153ª.

O concelho do Entroncamento desceu 115 lugares (da 77ª posição para a 192ª) e Sertã baixou do 141° lugar para o 199°.

Vila de Rei em subida constante no ranking consolidou posição de destaque

Desde a elaboração deste ranking, Vila de Rei tem vindo a consolidar a sua posição, tendo-se classificado em 34º no primeiro ano, 29º em 2015 e 2016, 18º em 2017 e, agora, com este 14º lugar.

A classificação reflete uma melhoria de quatro lugares em relação ao ano anterior, com Vila de Rei a encontrar-se na primeira posição entre todos os concelhos do distrito de Castelo Branco e no da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (em igualdade de pontos com Constância).

O presidente da Câmara de Vila de Rei, afirma em comunicado que “o Município tem sempre o objetivo de criar e oferecer as melhores condições possíveis aos nossos habitantes e às nossas empresas. Ricardo Aires refere que a distinção “enche de orgulho e dá uma motivação extra para continuar com estas políticas de proximidade em prol dos Vilarregenses.”

Rating Concelhio de Qualidade de Vida

Região do Médio Tejo

Rating de Qualidade de Vida (Escala de 1 a 20)
Concelho Distrito 2018 2017
Posição Rating Posição Rating
Abrantes Santarém 153 10,0 50 12,7
Alcanena Santarém 67 11,5 101 10,8
Constância Santarém 13 13,6 33 13,4
Entroncamento Santarém 192 9,5 77 11,5
Ferreira do Zêzere Santarém 45 12,2 37 13,3
Mação Santarém 54 12,0 38 13,3
Ourém Santarém 64 11,6 98 10,9
Sardoal Santarém 53 12,1 48 12,8
Sertã Castelo Branco 199 9,5 141 9,9
Tomar Santarém 254 8,3 250 8,2
Torres Novas Santarém 95 11,1 125 10,3
Vila de Rei Castelo Branco 14 13,6 18 14,4
Vila Nova da Barquinha Santarém 219 9,2 81 11,3

Fonte: Marktest

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome