Médio Tejo | CIMT reforça aposta no serviço LINK para ligação entre cidades

Rede de serviços de transporte reforçada no Médio Tejo com arranque do ano letivo. Foto: DR

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo anunciou a intenção de proceder ao alargamento do serviço de transportes LINK a outras sedes de concelho da região, favorecendo as dinâmicas interconcelhias e alargando o seu funcionamento durante os fins de semana, de forma a responder às necessidades de transporte para deslocações por motivos de lazer e acesso ao comércio e serviços.

PUB

Com o LINK, o objetivo da CIM do Médio Tejo e dos seus municípios é favorecer a melhoria da mobilidade nas ligações entre cidades do Médio Tejo, em complemento aos serviços existentes de transporte regular de passageiros e aos serviços de transporte a pedido de âmbito municipal em operação no território do Médio Tejo.

O LINK possibilita a circulação entre todas as cidades: Abrantes, Entroncamento, Fátima, Ourém, Tomar e Torres Novas, com intervalos de 2,5 horas em 2,5 horas. O custo do bilhete está cifrado entre os 3€ e 4€ para todas as ligações entre as cidades da região do Médio Tejo e entre 21€ e 28€ para as cadernetas de 10 bilhetes pré-comprados. O projeto arrancou em dezembro de 2019 e chegou como uma nova solução de mobilidade para o Médio Tejo.

PUB

Em comunicado, a CIM Médio Tejo dá conta que o LINK registou uma “adesão muito significativa” pelos passageiros do Médio Tejo, o que se “traduziu em 94% dos dias com reservas”. Segundo a mesma nota, “verificou-se uma concentração significativa de passageiros no período da manhã, mais precisamente entre as 8:00 e as 9:00 (43%) e das 15:30 em diante (44%), ficando os outros 13% distribuídos entre os restantes horários”, o que, conclui, “indicia que a procura deste serviço tem sido sobretudo para deslocações de casa para o trabalho”.

Pelas contas da CIM Médio Tejo, “até ser decretado o Estado de Emergência, no dia 18 de março, devido à covid-19, o LINK “apresentava uma tendência de crescimento do número de passageiros, contando com um aumento de 42% de janeiro para fevereiro”. No entanto, no mês de março, “quando se iniciou o confinamento, verificou-se a inversão deste crescimento”, tendo-se registado uma natural diminuição da sua utilização.

PUB

“Já no passado mês de maio”, continua, e devido ao levantamento do Estado de Emergência e a consequente retoma de algumas atividades económicas, “voltou a registar um aumento na procura ao serviço, que se tem vindo a manter”. No dia 25 de junho, o LINK foi um dos temas na reunião do Conselho Intermunicipal do Médio Tejo onde os autarcas analisaram e evidenciaram as mais valias deste serviço, considerando algumas melhorias a ter em conta.

Nesse sentido, e nesta fase, “a CIM do Médio Tejo tem a intenção de proceder ao alargamento do serviço a outras sedes de concelho da região, favorecendo as dinâmicas interconcelhias, como também, alargar o seu funcionamento durante os fins-de-semana, em horários ajustados às necessidades de transporte para deslocações por motivos de lazer e acesso ao comércio/serviços”, deu conta a comunidade intermunicipal que agrega 13 municípios.

Como funciona o LINK?

O cliente deve recorrer ao sistema de reservas, que são feitas através do número de telefone gratuito 800 209 226, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), no horário das 9:00 às 15:00 do dia útil anterior ao que o cliente pretende viajar.

Existe também a possibilidade da reserva online em (transporteapedido.mediotejo.pt/Reservas), que pode ser realizada até às 15:00 do dia anterior à viagem e durante todos os dias da semana.

O LINK possibilita a circulação entre todas as cidades: Abrantes, Entroncamento, Fátima, Ourém, Tomar e Torres Novas, com intervalos de 2,5h em 2,5h.

O custo do bilhete está cifrado entre os 3€ e 4€ para todas as ligações entre as cidades da nossa região e entre 21€ e 28€ para as cadernetas de 10 bilhetes pré-comprados, proporcionando um serviço de transporte que vai ao encontro das necessidades de mobilidade da população, com maior flexibilidade e a custos controlados.

O projeto é cofinanciado pelo Fundo Ambiental através do Programa de Apoio à Redução Tarifária.

Mais informações aqui

Com uma área geográfica de 3.344 quilómetro quadrados, a CIM Médio Tejo integra os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas, e Vila Nova da Barquinha (do distrito de Santarém) e Sertã e Vila de Rei (distrito de Castelo Branco), com um total de 247.330 habitantes (censos 2011).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here