Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | CIM do Médio Tejo reforça prevenção dos incêndios florestais

O Conselho Intermunicipal da CIM do Médio Tejo reuniu Na quinta-feira, dia 20, na Câmara Municipal do Entroncamento, e entre os pontos aprovados da Ordem de Trabalhos estiveram a candidatura ao Fundo Florestal Permanente e a aquisição de equipamentos de proteção individual para os elementos da segunda brigada de Sapadores Florestais. Ambos foram aprovados, representando o reforço nas medidas de prevenção dos incêndios florestais na região.

- Publicidade -

O aviso no âmbito do Fundo Florestal Permanente (FFP) encerra a 31 de dezembro e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM do Médio Tejo) vai candidatar-se ao apoio para a realização de fogo controlado. Segundo o site do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a medida envolve ações “que promovam a compartimentação dos espaços através da criação de descontinuidades do coberto vegetal, em faixas ou mosaicos estrategicamente localizados, reduzindo a quantidade de combustível acumulado”.

No final da reunião, o secretário executivo da CIM do Médio Tejo referiu que “estão a ser identificados um conjunto de municípios que poderão vir a beneficiar”, indicando os de Abrantes, Constância, Torres Novas e Vila de Rei. O valor financeiro envolvido situa-se nos €49.000,00 e depende do número de hectares envolvidos, que ronda os “400 hectares nesta modalidade de prevenção assente no fogo controlado”.

- Publicidade -

A reunião do Conselho Intermunicipal realizou-se na Câmara Municipal do Entroncamento. Foto: mediotejo.net

Segundo Miguel Pombeiro, a fase inicial do processo envolve a delimitação do terreno das áreas identificadas em planos de fogo controlado, realizada pelos técnicos da região, e a resposta sobre a aprovação candidatura é aguardada no “primeiro trimestre de 2019”. Caso seja positiva, virá reforçar o que tem estado a ser feito neste sentido, nomeadamente pelas equipas de sapadores florestais ao nível da silvicultura preventiva.

A candidatura para a criação da segunda brigada foi recentemente aprovada, duplicando as três equipas de 15 profissionais que já existiam desde o passado mês de maio. Esta quinta-feira o Conselho Intermunicipal aprovou a aquisição dos respetivos equipamentos de proteção individual, prevendo-se que a mesma esteja operacional no segundo trimestre de 2019.

Miguel Pombeiro, Secretário Executivo da CIM do Médio Tejo, na sede da comunidade intermunicipal. Foto: mediotejo.net

Miguel Pombeiro esclareceu que o investimento será suportado em €9.000,00 pelo ICNF e o restante valor pelos municípios, no último caso através da CIM do Médio Tejo. Os dois pontos aprovados nesta reunião integram a “aposta na vertente preventiva, que se tem que ligar e conjugar com a vertente do combate, e nesse contexto há todo um conjunto de verbas que estão a ser disponibilizadas ao nível de recursos humanos e de equipamentos”.

O secretário executivo acrescentou tratar-se “da altura própria” para se realizar este trabalho pois “o que estas pessoas podem fazer, nomeadamente num contexto de outras temperaturas, é sobretudo a vigilância e o primeiro combate”.

Em janeiro do próximo ano está prevista a abertura de um novo aviso, associado à maquinaria pesada de apoio às brigadas de sapadores florestais, ao qual a CIM do Médio Tejo também se irá candidatar.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome