Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | CHMT instala TAC na unidade hospitalar de Torres Novas

Representando um investimento na ordem do meio milhão de euros, o equipamento de Tomografia Axial Computorizada (TAC) encontra-se em fase final de instalação na Unidade Hospitalar de Torres Novas, do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Os exames de TAC aos primeiros doentes estão já marcados.

- Publicidade -

- Publicidade -

Depois da fase de testes, das parametrizações do equipamento e da formação aos profissionais que operam diretamente com este novo equipamento, são definidos os circuitos e procedimentos a adotar pelos profissionais do CHMT na utilização do TAC, na Unidade Hospitalar de Torres Novas, que receberá os doentes a partir dia 8 de setembro.

Com a conclusão destas obras, o CHMT fica dotado com equipamento de TAC nas suas três Unidades – em Abrantes, Tomar e Torres Novas. O investimento, reclamado há muito pelos Utentes da Saúde do Médio Tejo, representa um reforço em Equipamentos de Diagnóstico que valoriza a prestação de cuidados prestados à população na área da Imagiologia.

- Publicidade -

A instalação deste equipamento representa um investimento de cerca de 480 mil euros.

Este equipamento de TAC fará ainda exames de Tomografia Axial Computorizada prescritos pelo ACES Médio Tejo, reforçando assim os mecanismos de articulação entre os cuidados de Saúde Primários e os cuidados de Saúde Hospitalares, dando expressão à integração de cuidados por parte das instituições do Serviço Nacional de Saúde.

Unidade de Torres Novas com TAC instalado. Créditos: CHMT

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome