Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | CHMT explora nova tecnologia para identificar variantes do SARS-Cov2

O Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) iniciou uma nova fase de estudos através do seu laboratório para identificação das variantes mais relevantes do vírus SARS-Cov-2.  A utilização desta nova tecnologia permitirá identificar, numa primeira fase, as variantes do Reino Unido e da África do Sul ou do Brasil, e, a partir de março, também a variante da Califórnia.

- Publicidade -

Este estudo permitirá identificar a prevalência em termos geográficos das variantes mais conhecidas atualmente, sendo que a variante inglesa representa cerca de 50% dos casos identificados na área geográfica do CHMT.

Carlos Cortes, diretor do Serviço de Patologia, cujo laboratório esta instalado na unidade hospitalar de Tomar, explica o procedimento em causa e as vantagens deste estudo de identificação das variantes do vírus.

- Publicidade -

Até à data o Serviço de Patologia já realizou mais de 100 mil testes ao SARS-Cov-2, distribuídos por várias áreas geográficas para além da área de influencia do CHMT, nomeadamente, Setúbal, Almada Seixal, Cascais, Loures, toda a zona do Oeste, alguma área do Alentejo e todo o distrito de Santarém.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome