Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | CHMT anuncia criação de Unidade Autónoma de Diabetes e Obesidade

O Hospital de Dia da Diabetes, do Centro Hospitalar do Médio Tejo, realizou no dia 11 de novembro uma sessão de trabalho subordinada ao tema “Diabetes – Estreitar Relações”, uma iniciativa que visou assinalar o Dia Mundial da Diabetes e que teve o patrocínio científico da Unidade Coordenadora Funcional da Diabetes. Na ocasião, foi anunciado que o ano 2017 será um ano importante no tratamento da diabetes porque “no CHMT será formalizada a Unidade Autónoma de Diabetes e Obesidade”.

- Publicidade -

Cristina Gonçalves, diretora clínica do CHMT e responsável pelo Hospital de Dia da Diabetes garantiu que “o ano de 2017 perspetiva-se auspicioso no tratamento da pessoa com Diabetes da nossa região”.

O ano 2017 será um ano importante no tratamento da diabetes porque “no CHMT será formalizada a Unidade Autónoma de Diabetes e Obesidade; vamos reforçar a nossa competência no que se refere aos cuidados aos pés e à prevenção e tratamento da patologia ulcerativa através do aumento de tempo de consulta médica, da contratação de podologista e de consultadoria de Cirurgia Vascular, o que levará a nossa consulta de Pé Diabético do nível 2 para o 3. No que se refere à retinopatia vamos assumir o rastreio das pessoas dos concelhos de Tomar e Ferreira do Zêzere numa primeira fase, estendendo depois progressivamente a outros concelhos”, explicou Cristina Gonçalves.

- Publicidade -

“Ao investirmos no controlo da Obesidade estamos também a prevenir e a tratar a Diabetes”, reforçou a diretora do Hospital de Dia da Diabetes.

Cristina Gonçalves terminou a sua intervenção evocando um parceiro que tem estado sempre presente e sem o qual o caminho percorrido não teria sido o mesmo, a associação “Encontros na Urgência – Associação para a Educação em Saúde”.

Uma associação constituída há cerca de 20 anos por profissionais de saúde e que tem colaborado com o CHMT na formação profissional, realização de jornadas científicas e na educação para a saúde de utentes e população em geral.

Na sessão de abertura, Carlos Andrade, presidente do Conselho de Administração do CHMT, citado em nota de imprensa, salientou a pertinência do tema em debate: “estreitar relações entre os diferentes serviços, potenciando um trabalho de equipa mais eficaz, num estreitar relações dentro e fora de casa, para que ao estreitar relações se possa delinear o futuro”.

A melhoria da articulação entre os Cuidados de Saúde Primária e o Hospital tem sido uma temática presente nas reuniões da Unidade Coordenadora Funcional da Diabetes e por isso, segundo disse Cristina Gonçalves, diretora Clínica do CHMT e coordenadora do Hospital de Dia da Diabetes, “quando a equipa do Hospital de Dia decidiu fazer esta reunião, o tema surgiu de modo natural: estreitar relações com aqueles que partilham connosco a responsabilidade de cuidar das pessoas com Diabetes”.

Uma sessão que serviu para identificar os papéis e a intervenção de cada uma das partes envolvidas no cuidado do doente com diabetes.

“De quem deve fazer o quê! De quê enviar a quem! Quando fazer! Quando pedir opinião! Quando enviar informação, quando pedir informação! Os recursos são preciosos. Não tem sentido duplicar atitudes, como não tem sentido deixar de tomar medidas no momento certo. A gestão integrada da diabetes requer uma abordagem sistémica, holística e multidisciplinar, congregando esforços e sinergias com um objetivo comum: promover a saúde, prevenir a diabetes e suas complicações e reintegrar a pessoa com diabetes na sociedade”, afirmou a Coordenadora do Hospital de Dia Diabetes.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here