Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Centro Hospitalar diminuiu dívida em quase 6 ME

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), EPE, no passado mês de junho, pagou 5.8 milhões de euros a fornecedores, o que contribuiu para abater a dívida, informou a instituição. A mesma situa-se agora num valor global na ordem dos 23 ME.

- Publicidade -

- Publicidade -

Em nota de imprensa, o Conselho de Administração (CA) do CHMT refere que esta ação de diminuir a dívida insere-se na “estratégia de consolidação e controlo das contas do CHMT”, EPE, numa “rigorosa gestão financeira que acompanha o acréscimo da
atividade assistencial, o desenvolvimento e o investimento em novos equipamentos”.

Citado na mesma nota, Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do CHMT, refere que o montante da dívida está “sob controlo, com mais atividade, mais investimento e o mais baixo volume de dívida dos últimos 10 anos”.

- Publicidade -

O gestor sublinha ainda “o reforço da aposta da tutela na prestação de cuidados de saúde na região do Médio Tejo, visível na injeção periódica de capitais que revelam igualmente o investimento que a tutela tem feito de forma contínua no CHMT, EPE”.

Assim, a 30 de junho , tendo por base os valores de encerramento do mês de maio e os valores provisórios de junho, o valor das dívidas totais teve uma variação de -5 402 491,65, apresentando um total de €23 426 070,84.

A dívida vencida teve uma variação de €-3 968 006,34, estando a 30 de junho de 2019 no valor de € 18 199 023,03.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome