- Publicidade -
Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha | Centros de saúde do Médio Tejo dão exemplo de ‘Mais vida, mais saúde’ (c/vídeo)

Os Centros de Saúde de todo o país assinalaram na terça-feira, dia 14 de novembro, o Dia Aberto de Âmbito Regional, sob o mote “Mais Vida, Mais Saúde”. O evento foi organizado pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), em conjunto com todos os Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES).

- Publicidade -

O jornal mediotejo.net esteve em reportagem no Centro de Saúde de Vila Nova da Barquinha, um dos muitos locais que acolheram iniciativas ligadas a este evento, num dia em que se falou também da diabetes, sendo o dia de terça-feira o Dia Mundial em que se alertava para as consequências da doença. O principal objetivo foi o de reforçar a aposta na promoção da adoção de estilos de vida saudáveis como parte integrante da atividade assistencial dos cuidados de saúde primários.

Na ocasião, entrevistámos alguns dos muitos presentes, como o chefe do curso de Hotelaria e Cozinha do Agrupamento de Escolas de Constância, Sérgio Fernandes, que, com a sua equipa de alunos, deu exemplos de como cozinhar refeições simples e saudáveis, o coordenador da USF Barquinha, Joaquim Branco, a coordenadora da UCC Almourol, Elisa Vicente, a diretora executiva do ACES Médio Tejo, Sofia Theriaga, e ainda o presidente da autarquia barquinhense, Fernando Freire, que se envolveram nas várias atividades físicas e gastronómicas que ali decorreram.

- Publicidade -

Médio Tejo l Dia Aberto nos Centros de Saúde

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 14 de Novembro de 2017

Um pouco por todo o Médio Tejo , no âmbito do respetivo ACES, decorreram eventos em como forma de assinalar este dia.

Fotos: Pérsio Basso/CM VN BARQUINHA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome