Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Junho 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Castelo do Bode, praias fluviais e gastronomia vencem Prémio Cinco Estrelas Regiões

A aldeia ribeirinha de Dornes, a Barragem de Castelo do Bode, a Palha de Abrantes, a praia fluvial do Lago Azul, e o Santuário de Fátima foram alguns dos vencedores da 4ª edição do Prémio Cinco Estrelas Regiões na região do Médio Tejo.

- Publicidade -

O prémio “Cinco Estrelas Regiões” é um sistema de avaliação que identifica, segundo a população portuguesa, o melhor que existe em cada uma das 20 regiões (18 distritos e duas regiões autónomas) ao nível de recursos naturais, gastronomia, arte e cultura, património e outros ícones de referência nacional.

Premeia ainda empresas portuguesas que se diferenciam a nível regional.

- Publicidade -

Através de uma votação nacional, os portugueses identificaram, para cada região, o que consideram Cinco Estrelas a vários níveis. Esta votação é gerida pela Multidados.com, uma das empresas de estudos de mercado parceiras dos prémios Cinco Estrelas, tendo contado no total com a participação de 346 mil consumidores.

Palha de Abrantes. Foto: mediotejo.net

Para conhecer a lista completa dos ícones regionais e marcas vencedoras, consulte o SITE do concurso. Todos os anos, a escolha das marcas vencedoras está nas mãos dos consumidores, através da resposta a um questionário online no site do Portugal Cinco Estrelas.

Albufeira de Castelo do Bode. Foto: mediotejo.net

Alamal e Barragem de Montargil em destaque no Alto Alentejo

Envolvida pelo montado alentejano, a Barragem de Montargil é um espelho de água que se destaca pelo lazer que proporciona no contacto com a natureza e pelas ótimas condições para a prática de desportos náuticos. 

Praia fluvial do Alamal, em Gavião. Foto: DR

A Praia fluvial do Alamal, em Belver, Gavião, destaca-se pela beleza envolvente, com a vista do Castelo de Belver e as suas margens verdejantes, além das águas calmas do rio Tejo. Se é amante de caminhadas tem vários percursos pedestres em que pode descobrir a zona envolvente à praia fluvial do Alamal.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome