Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Julho 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo: Carnaval com 2ª, 3ª e 4ª feiras Gordas

É oficial, o Carnaval está por todo o lado e os aguaceiros previstos para os próximos dias não são suficientes para agravar o alerta verde do IPMA – Instituto do Mar e da Atmosfera. Em suma, tem luz verde para se divertir de segunda a quarta-feira, 8 a 10 de fevereiro, nas iniciativas carnavalescas espalhadas pela região. Desfiles, ateliers infantis, bailes, concursos de mascarados e tradições marcam os três últimos dias dos festejos. No Médio Tejo não é só a terça-feira que é Gorda, a segunda e a quarta também têm o seu peso.

- Publicidade -

- Publicidade -

Regressar ao trabalho nesta segunda-feira, dia 8, custará menos se pensar nos bailes que o esperam ao final do dia. Enquanto a hora da festa não chega e se não tem onde deixar as crianças pode optar pelo Consolata Museu – Arte Sacra e Etnologia, em Fátima (Ourém), que irá realizar atividades lúdico-pedagógicas com base no espólio do museu durante a iniciativa “Carnaval no museu. Um dia na terra dos sonhos.”, entre as 9h30 e as 17h30.

Se estiver mais perto do Sardoal estimule a criatividade artística dos infantojuvenis no atelier “Carnaval com Arte” que decorrerá entre as 14h30 e as 17h30 na Biblioteca Municipal ou o gosto pela ciência nas “Carsoférias” que o Centro de Ciência Viva do Alviela – Carsoscópio (Alcanena) preparou para os dias 8, 9 e 10, das 10h00 às 18h00. Se preferir, dance com eles na matiné do CIR Ex-Tuna, em Moita do Norte (Vila Nova da Barquinha), onde haverá animação com João Pina e desfile infantil a partir das 16h00.

- Publicidade -

Os mais velhos não foram esquecidos e poderão gozar o “Carnaval Sénior” no Cineteatro Municipal de Ourém, às 14h30, com prémios para os melhores mascarados. Depois será tempo de seguir até casa, jantar e ir para o baile.

Elisabete Serra e os Arregaita são os primeiros artistas da noite, às 22h00, com atuações na sede da Associação Cultural e Recreativa da Linhaceira (Tomar) e no Centro Cultural do Entroncamento, respetivamente. Meia hora depois, os Trevo sobem ao palco no Pavilhão Municipal Cidade de Tomar. Em Abrantes, a festa faz-se no Aquaclub a partir da meia-noite com os Djs Paulo’s e Psi.

Quem procura uma adrenalina diferente pode juntar-se aos grupos de jovens do concelho de Mação que perpetuam a tradição de “Ir às Carroças”, com assaltos às casas dos populares durante a madrugada. Nesta noite não é crime pois os pertences serão recuperados no dia seguinte. No Penhascoso, por exemplo, todos sabem que na manhã do dia 9 encontrarão os seus bens no Largo do Fundão.

Uma vez resolvido o “crime carnavalesco”, começam os festejos da Terça-Feira Gorda, no dia 9. Às 15h00 tem início a tradicional “Grandiosa Porcalhada” na Linhaceira (Tomar), à mesma hora que o desfile de Ortiga (Mação) parte da Junta de Freguesia. No concelho de Constância serão as ruas de Montalvo a receber o desfile com início na Quinta Dona Maria, às 15h30. Pouco depois, pelas 16h00, será a vez de Tomar com o corso a encher a cidade de alegria, seguido pelo “Carnaval na Praça” na Praça da República às 17h00.

Caso não esteja abrangido pelo despacho publicado em Diário da República no passado dia 4 que dá tolerância de ponte aos funcionários públicos neste dia, não se preocupe. A partir das 22h00 ainda pode dançar na sede da Associação Cultural e Recreativa da Linhaceira ao som de Élsio Nunes. Se não puder ir, ainda tem oportunidade de se divertir nos últimos momentos dos festejos na quarta-feira, dia 10, no “Enterro do Carnaval”, que se realizará na Praça da República (Tomar), às 21h30.

Diz-se por aí que a vida são são dois dias e que o Carnaval são três. É mentira. No Médio Tejo, a folia dura muito mais tempo.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here