Médio Tejo | Bibliotecas municipais promovem literacia digital

Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas (PADES) vai iniciar brevemente nas Bibliotecas Municipais do Médio Tejo. Foto: DR

Chama-se Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas (PADES) e vai iniciar brevemente nas Bibliotecas Municipais do Médio Tejo com o objetivo de promover a literacia digital da população da região e dar uma vertente mais ampla às próprias bibliotecas.

PUB

PUB

No âmbito da candidatura ao PADES, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo avançou com o Projeto CIA (Cidadania Informada e Ativa) que pretende destacar a região do Médio Tejo como uma das regiões mais avançadas na capacitação dos seus cidadãos para enfrentar os desafios da atual sociedade, nomeadamente no que respeita ao combate à exclusão que muitos sentem face à progressiva modernização tecnológica.

De salientar que a proposta de cronograma de ações e respetivo financiamento do projeto “CIA – Cidadania Informada e Ativa” foram aprovados no Conselho Intermunicipal realizado no dia 7 de novembro, sendo o contrato-programa, e de acordo de colaboração no âmbito do PADES, assinado em breve.

PUB

O projeto, que pretende potenciar o impacto direto do trabalho em rede na melhoria da prestação de serviço público das bibliotecas aos cidadãos, tem como objetivo evidenciar o valor social e económico das bibliotecas públicas como lugar de socialização capaz de reforçar a coesão social e de responder às necessidades da população, sobretudo no contexto da inclusão social e digital dos cidadãos.

Na essência, a candidatura CIA “visa promover a literacia digital da população da região e dar uma vertente mais ampla às próprias bibliotecas”, referiu Miguel Pombeiro, secretário executivo da CIM do Médio Tejo, tendo adiantado que se espera a realização de um conjunto de ações.

Asseguradas pela Direção-Geral do Livro dos Arquivos e das Bibliotecas, serão realizadas ações de capacitação para a promoção das literacias e promoção das Bibliotecas Municipais que deverão ter em conta a dispersão populacional do território e as populações mais vulneráveis.

A candidatura prevê ainda aquisição de material informático diverso para as bibliotecas.

A iniciativa surgiu no âmbito do Grupo de Trabalho das Bibliotecas Públicas Municipais do Médio Tejo, que elegeu a linha de ação “Promoção das Literacias e da Leitura” como prioritária com o intuito de, em cada Município, alargar e diversificar os serviços das Bibliotecas Públicas, procurando igualmente atrair novos públicos.

O PADES será implementado nas Bibliotecas Municipais de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sertã, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila de Rei.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here