- Publicidade -

Médio Tejo | Bebé do ano chama-se Diego, é de Tramagal e nasceu no dia 1

Chama-se Diego, é de Tramaga, Ponte de Sor, e foi o primeiro bebé a nascer no Centro Hospitalar do Médio Tejo no dia 1 de janeiro 2017, na maternidade do Hospital de Abrantes.

- Publicidade -

Fonte oficial do CHMT disse ao mediotejo.net que o menino “nasceu saudável” e que o parto acabou por ser de cesariana.

Os números, ainda provisórios, apontam para que em 2016 tenham nascido na maternidade do CHMT 794 bebés, menos 7 do que em 2015.

- Publicidade -

No entanto, no primeiro semestre, a maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) realizou mais 24 partos face ao mesmo período de 2015, tendência que se veio a inverter nos últimos meses do presente ano.

Os dados apresentados pela Administração Central dos Serviços de Saúde relativos ao primeiro semestre de 2016 indicam a realização de 468 partos face ao mesmo período temporal de 2015, período homólogo onde registou 444 partos.

Em nota de imprensa, o Conselho de Administração (CA) do CHMT referiu, na ocasião, que este acréscimo no número de partos era “motivo de satisfação” tendo observado, contudo, ter “noção da volatilidade destes dados”. Os números finais acabam por ficar em linha com os do ano anterior, registando um ligeiro decréscimo.

Em 2016, Rafael foi o primeiro bebé a nascer na Maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo, em Abrantes, no dia 1 de janeiro, e no ano em que se assinalam os 100 anos da cidade de Abrantes.

Eram cerca das 01:30 da madrugada do dia 1 de janeiro de 2016 quando Valentina Manuel, de 30 anos, deu à luz o Rafael, o seu segundo filho.

Com 3.950 kgs, “foi um parto difícil mas quando ele saiu foi o meu maior presente em 2016”, referiu Valentina Manuel ao mediotejo.net.

Valentina Manuel é angolana, está em Portugal há seis anos, a viver em Torres Novas. Rafael é o seu segundo filho, que se vem juntar a uma menina de 6 anos, que ainda nasceu em Angola.

Esta mamã foi uma das três que esta manhã, dia 2 de janeiro de 2016, recebeu das mãos da presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, uma medalha que assinala o Bebé do Centenário e que a autarca anunciou entregar a todos os bebés que ao longo do ano de 2016 nasceram na Maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Esta foi a primeira iniciativa da Câmara Municipal de Abrantes em 2016, ano em que se assinalou o centenário da elevação de Abrantes a cidade e cujas comemorações vão continuar a decorrer até ao próximo dia 14 de junho, dia da cidade.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -