Médio Tejo | BE preocupado com encerramento das Urgências básicas do CHMT

O Bloco de Esquerda, em nome das concelhias de Abrantes, Tomar e Torres Novas, manifesta em comunicado a sua “profunda preocupação” com o crescimento dos números da pandemia e a resposta do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) aos doentes Covid-19 e aos doentes com outras patologias. Em causa está o encerramento, durante a noite, das urgências básicas de Torres Novas e Tomar.

PUB

“O encerramento das urgências básicas de Torres Novas e Tomar no período nocturno a que se junta as dificuldades evidentes de muitos Centros de Saúde, no inverno e em plena época de gripe, têm que suscitar preocupação sobre a capacidade de resposta de uma Urgência médico-cirúrgica (Abrantes) que já tinha sérios problemas antes da pandemia”, refere a nota de imprensa.

“Bem sabemos do esforço enorme que os profissionais de saúde fazem todos os dias para proporcionar os melhores cuidados, mas também sabemos que faltam recursos. Faltam profissionais de saúde e cada dia que passa sem serem tomadas as medidas necessárias são atrasos enormes na resposta à pandemia e outras patologias não COVID mas também inadiáveis”, continua.

PUB

O grupo partidário refere que se tem batido junto do Governo pelo reforço do financiamento do Serviço Nacional de Saúde e pela contratação de mais profissionais. “Assim como insistiremos na necessidade de colocar ao dispor do SNS os recursos do sector privado”, adianta.

“Expressaremos em todos os níveis esta nossa preocupação e exigimos do Governo medidas efectivas e eficazes, para não deixarmos ninguém para trás”, conclui.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).