Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Avanço na vacinação reduziu a zero incidência em profissionais do CHMT (c/ÁUDIO)

O avanço na vacinação nos profissionais de saúde do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) reduziu a incidência de SARS-CoV-2 de forma contínua tendo chegado ao valor de 0 casos, segundo um estudo realizado pelo Serviço de Saúde Ocupacional e hoje divulgado.

- Publicidade -

- Publicidade -

Em nota de imprensa, o CHMT dá conta que o avanço na vacinação dos profissionais de saúde teve ação direta na diminuição da incidência da Infeção por SARS-CoV-2, e que, segundo os dados recolhidos, “à medida que se foi avançando na percentagem de vacinados, o número de casos de profissionais com Covid-19 diminuiu até ao valor de 0”.

Em declarações ao mediotejo.net, a Diretora Clínica do CHMT, Ivone Caçador, disse ainda que a vacinação dos profissionais não é obrigatória e que deixou de ter casos entre os profissionais de saúde na sétima semana de 2021, “altura em que 70,40% dos profissionais do CHMT tinham o esquema vacinal contra a Covid-19 completo”.

- Publicidade -

ÁUDIO | IVONE CAÇADOR, DIRETORA CLÍNICA DO CHMT:

Segundo revelam os resultados do estudo agora tornado público, “o pico de incidência de profissionais infetados com SARS-CoV-2 deu-se entre a última semana de 2020 e as primeiras duas semanas de 2021”.

Comparativo das curvas de percentagem de doses administradas com os casos COVID nos profissionais do CHMT. Foto: CHMT

No documento de análise da realidade do CHMT é ainda dada a linha do tempo do processo de vacinação nos profissionais de saúde.

• A vacinação (1ªdose) contra SARS-CoV-2 no CHMT teve início na última semana de 2020 e a 31 dezembro a cobertura vacinal já se estendia 28,84% dos trabalhadores.

• Na terceira semana de 2021, a cobertura vacinal com a 1ª dose da vacina contra a SARS-CoV-2 estendia-se já a 56,93% dos profissionais, sendo que, 23,5% dos mesmos, já tinham tomado a segunda dose da vacina (esquema vacinal completo). É também, nesta semana que se regista uma quebra de aproximadamente 40% de infeções.

• Na sétima semana de 2021, a cobertura vacinal com a 1ª dose da vacina contra a SARS-CoV-2 estendia-se a 74,56% dos profissionais, sendo que 70,40% fica com esquema vacinal completo.

• Na sétima semana o CHMT deixou de ter casos de Covid19 com nexo causal a exposição laboral.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome