- Publicidade -

Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

Médio Tejo | Autarquias preparam campanha pedagógica para uso e entrega de máscaras à população

Os 13 municípios do Médio Tejo, em conjunto com a Comunidade Intermunicipal, vão distribuir de uma forma generalizada à população da região máscaras não descartáveis, permitindo várias utilizações. A distribuição, em data a anunciar, vai ser acompanhada de uma campanha pedagógica para o uso correto da utilização deste tipo de máscaras, anunciou a CIM Médio Tejo.

- Publicidade -

“A evidência mostra que o uso de máscaras em locais públicos fechados ou de trabalho deverá ser seriamente equacionado não só durante todo este período, bem como durante o período da fase de “normalização” de toda esta situação que poderá demorar ainda uns largos meses”, refere a CIM Médio Tejo, em comunicado, tendo feito notar que, devido à evolução desta pandemia, a utilização de máscaras é cada vez mais um assunto em debate, como medida complementar para limitar a transmissão deste vírus.

Neste sentido, os autarcas da região, em conjunto com a Comunidade Intermunicipal, e indo ao encontro às orientações que têm vindo a ser proferidas pelos serviços de saúde, estão a preparar-se para num futuro muito próximo poderem distribuir de uma forma generalizada à população do Médio Tejo máscaras não descartáveis, permitindo várias utilizações.

- Publicidade -

“Entendem os autarcas que é premente sensibilizar os nossos cidadãos para esta questão, através de uma campanha com forte caráter pedagógico, sobre várias questões”, pode ler-se na mesma informação, dando como exemplo “o uso correto da utilização deste tipo de máscaras, de modo a que os riscos sejam menores para quem as usa”.

A CIM Médio Tejo dá ainda conta que investimento financeiro “será avultado”, sem especificar, entendendo, no entanto, que este “será mais um esforço que tem de ser feito a bem da população e de todos nós”.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome