PUB

Médio Tejo | APAV apoiou mais de 100 vítimas de violência na região em 2019

A APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) apoiou 109 vítimas na região do Médio Tejo durante o ano de 2019, revela o seu relatório anual divulgado recentemente. Na data em que se assinalou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro), os números revelaram uma realidade preocupante em que 81 por cento das vítimas são do sexo feminino.

PUB

Entre os 13 concelhos do Médio Tejo, Tomar registou em 2019 o maior número de vítimas apoiadas, 23 no total. Segue-se Abrantes com 20, Ourém com 16, Entroncamento com 15, Torres Novas com 12 e Ferreira do Zêzere com 10.

Há apenas dois concelhos que não têm qualquer registo de queixa: Sardoal e Vila de Rei.

PUB

A nível nacional, em 2019, a APAV registou um total de 54.403 atendimentos que permitiram acompanhar um total de 11.676 vítimas de crime. O total de crimes e outras formas de violência assinalados ultrapassou a faixa dos 29 mil, tendo-se registado um aumento de cerca de 40% do total face a 2018.

A maioria dos crimes assinalados diz respeito aos crimes contra as pessoas (95,9%), com especial relevo para os crimes de Violência Doméstica (79%).

Assinalando o Dia, a APAV apresentou uma nova campanha de sensibilização, através da qual alerta para as consequências de ignorar os sinais, como violência verbal, controlo e desconfiança, tanto por parte da vítima como dos vizinhos e outras pessoas próximas.

Por seu turno, a Direção-Geral da Saúde assinalou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, chamando a atenção para o flagelo: “Uma em casa três mulheres é vítima de violência ao longo da sua vida”.

“Através do Programa Nacional de Prevenção da Violência no Ciclo de Vida, (a GDS) reforça junto de todos/as os/as profissionais de saúde a importância do rastreio e deteção precoce de situações de violência”, incluindo de violência contra as mulheres, escreve a organização nas redes sociais.

A Autoridade da Saúde aconselha as vítimas a procurar ajuda nos Centros de Saúde ou Hospitais, através do ‘Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco’ ou da ‘Equipa de Prevenção da Violência em Adultos’, ao mesmo tempo que deixa os contactos em caso de necessidade.

Vítimas apoiadas pela APAV (2019) – Médio Tejo

Abrantes 20
Alcanena 3
Constância 2
Entroncamento 15
Ferreira do Zêzere 10
Mação 3
Ourém 16
Sardoal 0
Sertã 1
Tomar 23
Torres Novas 12
V. N. da Barquinha 4
Vila de Rei 0
TOTAL 109

 

Vítimas apoiadas pela APAV (2019) – Outros concelhos

Chamusca 11
Golegã 2
Santarém 116
Ponte de Sor 55
Gavião 9

 

Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica – Telefone: 800 202 148; Email: violencia.covid@cig.gov.pt; SMS: 3060.

APAV – Linha de Apoio à Vítima: 116 006 (dias úteis, 09h-21h, chamada gratuita)

 

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).