Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | APAV apoiou mais de 100 vítimas de violência na região em 2019

A APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) apoiou 109 vítimas na região do Médio Tejo durante o ano de 2019, revela o seu relatório anual divulgado recentemente. Na data em que se assinalou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro), os números revelaram uma realidade preocupante em que 81 por cento das vítimas são do sexo feminino.

- Publicidade -

Entre os 13 concelhos do Médio Tejo, Tomar registou em 2019 o maior número de vítimas apoiadas, 23 no total. Segue-se Abrantes com 20, Ourém com 16, Entroncamento com 15, Torres Novas com 12 e Ferreira do Zêzere com 10.

Há apenas dois concelhos que não têm qualquer registo de queixa: Sardoal e Vila de Rei.

- Publicidade -

A nível nacional, em 2019, a APAV registou um total de 54.403 atendimentos que permitiram acompanhar um total de 11.676 vítimas de crime. O total de crimes e outras formas de violência assinalados ultrapassou a faixa dos 29 mil, tendo-se registado um aumento de cerca de 40% do total face a 2018.

A maioria dos crimes assinalados diz respeito aos crimes contra as pessoas (95,9%), com especial relevo para os crimes de Violência Doméstica (79%).

Assinalando o Dia, a APAV apresentou uma nova campanha de sensibilização, através da qual alerta para as consequências de ignorar os sinais, como violência verbal, controlo e desconfiança, tanto por parte da vítima como dos vizinhos e outras pessoas próximas.

Por seu turno, a Direção-Geral da Saúde assinalou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, chamando a atenção para o flagelo: “Uma em casa três mulheres é vítima de violência ao longo da sua vida”.

“Através do Programa Nacional de Prevenção da Violência no Ciclo de Vida, (a GDS) reforça junto de todos/as os/as profissionais de saúde a importância do rastreio e deteção precoce de situações de violência”, incluindo de violência contra as mulheres, escreve a organização nas redes sociais.

A Autoridade da Saúde aconselha as vítimas a procurar ajuda nos Centros de Saúde ou Hospitais, através do ‘Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco’ ou da ‘Equipa de Prevenção da Violência em Adultos’, ao mesmo tempo que deixa os contactos em caso de necessidade.

Vítimas apoiadas pela APAV (2019) – Médio Tejo

Abrantes 20
Alcanena 3
Constância 2
Entroncamento 15
Ferreira do Zêzere 10
Mação 3
Ourém 16
Sardoal 0
Sertã 1
Tomar 23
Torres Novas 12
V. N. da Barquinha 4
Vila de Rei 0
TOTAL 109

 

Vítimas apoiadas pela APAV (2019) – Outros concelhos

Chamusca 11
Golegã 2
Santarém 116
Ponte de Sor 55
Gavião 9

 

Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica – Telefone: 800 202 148; Email: violencia.covid@cig.gov.pt; SMS: 3060.

APAV – Linha de Apoio à Vítima: 116 006 (dias úteis, 09h-21h, chamada gratuita)

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome