Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Médio Tejo | Ambientalistas criticam apoio do secretário de Estado da Agricultura ao Projeto Tejo

O movimento proTejo lamenta, em comunicado, a posição de apoio ao Projeto Tejo por parte de Nuno Russo, secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, “sem suporte em qualquer estudo sobre usos ecologicamente sustentáveis do rio Tejo que vem contradizer a posição transmitida ao proTejo por Maria do Céu Antunes”, ministra da Agricultura.

- Publicidade -

O proTEJO – Movimento pelo Tejo, com sede em Vila Nova da Barquinha, lamentou esta segunda-feira, 14 de setembro, a posição de apoio ao “Projeto Tejo – Aproveitamento hidráulico de fins múltiplos do Tejo e Oeste” por parte de Nuno Tiago Russo, secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural.

Em comunicado, o movimento ambientalista lembra que o secretário de Estado afirmou: “Quero acreditar que o Projeto Tejo será uma realidade no futuro” e que vai ser realizada a “abertura de um Concurso Público, para a aquisição de serviços para a elaboração do estudo, que terá como objetivos aferir o potencial hidroagrícola do Vale do Tejo e Oeste através do regadio, avaliar as possíveis soluções a adotar para a captação, armazenamento, transporte e distribuição de água, de forma tecnicamente adequada, ambientalmente sustentável, economicamente viável e socialmente justa”, na sequência da pergunta “acha que o projeto do “Alqueva no Tejo” algum dia será realidade?”.

- Publicidade -

Sublinha o proTejo que esta posição do secretário de Estado “não tem suporte em qualquer estudo sobre usos ecologicamente sustentáveis do rio Tejo já realizados, e vem contradizer a posição transmitida ao proTEJO por Maria do Céu Antunes, atual ministra da Agricultura, de que seria realizado um estudo holístico sobre o uso do rio Tejo e não sobre o Projeto Tejo”.

Para o proTEJO torna-se por isso “imprescindível” que o secretário de Estado, Nuno Russo, “se venha retratar publicamente e reconsiderar este apoio incondicional ao Projeto Tejo visto que está a colocar em causa a veracidade das afirmações da senhora ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, pessoa que respeitamos e conhecemos pela credibilidade e honorabilidade da sua palavra”, lê-se no comunicado.

Acrescenta o movimento que se tal retratação pública e retirada do apoio incondicional do secretário de Estado ao Projeto Tejo “não venha a acontecer, assumiremos a partir desse momento que a sua posição é extensível a toda a área governativa do Ministério da Agricultura”, inclusive à ministra da Agricultura.

Para o proTEJO – Movimento pelo Tejo, o rio “merece ser preservado ecologicamente e não apenas ser utilizado politicamente para satisfazer os lobbies do setor agrícola”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome